DESTAQUE 2 Política

Justiça mantém cassação de Edna Sampaio

O juiz da Primeira Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, Flávio Miraglia Fernandes, decidiu manter a cassação da ex-vereadora Edna Sampaio (PT) por quebra de decoro parlamentar. Sampaio foi acusada de usar indevidamente as verbas indenizatórias de sua chefe de gabinete.

Edna Sampaio tentou anular todo o Processo Administrativo Disciplinar (PAD) na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar, alegando irregularidades e cerceamento de defesa. No entanto, o juiz acatou os argumentos da Comissão Processante, que apresentou provas de que Sampaio e sua defesa foram devidamente notificadas durante a investigação.

A decisão judicial destacou que houve diversas tentativas de notificação, tanto no gabinete de Sampaio quanto em sua residência e no escritório de seu advogado. De acordo com o juiz, a recusa da ex-vereadora em receber as notificações não pode ser atribuída à Comissão Processante.

O magistrado ressaltou que todos os atos processuais foram realizados dentro da legalidade e com respeito aos princípios constitucionais. Ele também afirmou que o Poder Judiciário não deve intervir no mérito administrativo, a menos que haja ilegalidade manifesta ou abuso de poder.

Edna Sampaio foi cassada no dia 6 de junho, com 19 votos favoráveis, 1 contrário e 5 ausências, devido ao uso ilegal da verba indenizatória de sua chefe de gabinete.

Lucas Bellinello

About Author

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode se interessar

Política

Lista de 164 entidades impedidas de assinar convênios com o governo

Incluídas no Cadastro de Entidades Privadas sem Fins Lucrativos Impedidas (Cepim), elas estão proibidas de assinar novos convênios ou termos
Política

PSDB gasta R$ 250 mil em sistema para votação

O esquema –com dados criptografados, senhas de segurança e núcleos de apoio técnico com 12 agentes espalhados pelas quatro regiões