Política

Câmara dos Deputados e Senado Federal terão disponíveis R$ 8,5 bilhões em 2013

O valor é maior que o orçamento de oito Estados brasileiros e daria para construir 163 mil casas populares.  O Senado Federal vai ter disponíveis para gastar R$ 3,5 bilhões. A Câmara dos Deputados, com 513 deputados e 15.642 funcionários, é a responsável pela maior fatia do orçamento do Congresso, R$ 4,9 bilhões. O valor é maior que a parte do Orçamento 2013 reservada para saneamento e habitação, por exemplo.   

Com saneamento, o governo federal prevê gastar R$ 3,6 bilhões. No caso da habitação, R$ 581,5 milhões devem ser gastos este ano pelo Executivo. Considerando uma casa popular no valor de R$ 52 mil, como as entregues pela presidente Dilma na zona leste de São Paulo em janeiro, daria para construir 11.182 casas semelhantes com o orçamento de habitação.   Usando o orçamento do Congresso Nacional (Câmara e Senado juntos), daria para construir 163.525 casas no Programa Minha Casa, Minha Vida.   

O valor é maior que o orçamento de Sergipe e Alagoas, que terão, respectivamente, R$ 7,8 bilhões e R$ 7,1 bilhões para gastar durante todo o ano de 2013.   A grana da Câmara e do Senado também é maior que a parcela do orçamento que o governo pretende gastar com a indústria (R$ 4,9 bilhões) e com segurança pública (R$ 8 bilhões). Os valores estão previstos na LOA 2013 (Lei Orçamentária Anual) que deve ser votada na próxima terça-feira (5).  

Orçamento

O Congresso sempre custou caro para os contribuintes. Foram R$ 7,5 bilhões em 2012; outros R$ 7,5 bilhões em 2011; R$ 6,1 bilhões em 2010; e R$ 6,2 bilhões em 2009. Nos últimos cinco anos o acréscimo foi de 37% no valor destinado às duas Casas.   Por mês, R$ 15,8 milhões são gastos só com salários de parlamentares. Só um deputado pode custar, mensalmente, mais de R$ 130 mil. São R$ 26.723,13 de salário, R$ 60 mil de verba de gabinete, R$ 3.000 de auxílio-moradia e até R$ 34,2 mil de cota parlamentar.   No Senado, os 81 parlamentares recebem R$ 26.723,13 de salário, além de auxílio-moradia de R$ 3.800, cota de gráfica, telefones, cota para exercício de atividade parlamentar, entre outras coisas.  

Fonte: JuaraNet | R7

</