Nacional

Suspeitos de matar argentino no Rio estão foragidos

Foto: reprodução

Por G1

A Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro informou nesta quinta -feira (30) que os quatro suspeitos da morte do turista argentino Matias Sebastian Carena em Ipanema, na Zona Sul do Rio, já são considerados foragidos. Um deles, o ex-músico do Karametade Toddy Cantuária, é apontado como foragido internacional.

O crime aconteceu na madrugada de domingo (25). Segundo a polícia, às 11h40 do mesmo dia, Valterson Ferreira Cantuária, o Toddy Cantuária, pegou um avião para Madri. Os investigadores afirmam que o músico pegou um táxi logo após dar o soco que deixou Matias desacordado. Ao chegar em casa, ele pegou uma muda de roupas e no mesmo taxi foi para o aeroporto.

O delegado Rodrigo Brand, da DH, afirmou que a Polícia do Rio já notificou a Interpol sobre a fuga de Valterson para a Espanha.

Os outros suspeitos que tiveram prisão temporária decretada são Pedro Henrique Marciano, o PH, Júlio Cesar Oliveira Godinho e Thiago Noroes Lessa Silva.

Relembre o caso
O crime aconteceu de madrugada, na saída de uma boate na Rua Vinicius de Moraes, em Ipanema. Segundo a polícia, após uma discussão com os brasileiros, o jogador de futsal argentino Matias Sebastian Carena levou um soco e, ao cair, bateu com a parte de trás da cabeça num batente de uma loja em frente à calçada. A causa da morte, segundo a Divisão de Homicídios, foi traumatismo craniano.

Os agressores teriam desferido chutes e pancadas contra Matias mesmo depois de ele já estar desacordado, caído no chão. Imagens de câmeras de segurança da região foram fundamentais para a polícia chegar aos suspeitos.

Segundo o delegado Fábio Cardoso, a confusão entre brasileiros e argentinos começou após algumas provocações dos brasileiros. Os argentinos teriam discordado do valor cobrado pelo estabelecimento e os suspeitos fizeram provocações na saída da casa noturna.

"Tudo começou dentro do bar que eles estavam. Houve uma pequena discórdia sobre a cobrança do bar, mas essa questão foi resolvida com os funcionários. Após sair do bar, esse grupo de brasileiros, que também estava no bar, começou a provocar, xingar, ofender e ameaçar os argentinos. Os argentinos ficaram com medo, a vítima chegou a atravessar a rua quando foi cercada", afirmou Fábio Cardoso.

Karametade emite nota
Em um post em uma rede social, o grupo Karametade disse que Toddy Cantuário tocou como músico freelancer na banda por três meses, tendo deixado o grupo em novembro de 2016. Segundo o texto, Ele "não presta mais qualquer trabalho nem possui qualquer vínculo, seja de cunho pessoal ou profissional" com a banda.

"Por fim, o Karametade, 20 anos de uma linda história, se sensibiliza e lamenta o ocorrido, bem como repugna veementemente qualquer ato de violência. Sem mais", diz o texto.

Redação

About Author

Reportagens realizada pelos colaboradores, em conjunto, ou com assessorias de imprensa.

Você também pode se interessar

Nacional

Comissão indeniza sete mulheres perseguidas pela ditadura

“As mulheres tiveram papel relevante na conquista democrática do país. Foram elas que constituíram os comitês femininos pela anistia, que
Nacional

Jovem do Distrito Federal representa o Brasil em reunião da ONU

Durante o encontro, os embaixadores vão trocar informações, experiências e visões sobre a situação do uso de drogas em seus