Política

Oscar destina emenda de R$ 70 mil a Santa Casa e cobra convênio

Em visita à Santa Casa de Cuiabá, o deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) conheceu as instalações da unidade hospitalar nesta semana, e anunciou liberação para este mês de setembro, de recurso proveniente da emenda parlamentar de sua autoria, no valor de R$70 mil. Após a visita, o parlamentar utilizou a tribuna da Casa de Leis e fez apelo aos governos estadual e municipal para firmarem convênio com a unidade de saúde.

O deputado destacou após visita que se reuniu junto ao governador Pedro Taques (PSDB), que garantiu auxílio ao hospital, mas para isso é necessário que a Prefeitura de Cuiabá firme um termo de referência de convênio para que ambos possam aportar investimentos.

“Visitei a Santa Casa de Cuiabá, pois disponibilizei emenda parlamentar para ajudar esta unidade que tanto precisa”, disse Oscar Bezerra. Para o deputado, a Santa Casa possui capacidade de atender ao sistema público de saúde, mas o poder público tem sido ausente na questão do investimento.

“A Prefeitura de Cuiabá precisa realizar um termo de referência de convênio, que é obrigação do município neste quesito, em que é preconizada uma transferência da União para o município repassar às unidades hospitalares. Então, fica o apelo ao prefeito Mauro Mendes para fazer imediatamente a assinatura deste convênio, para que o governo do Estado também possa ajudar através do município”.

Em seu pronunciamento, o deputado também realizou um comparativo entre a Santa Casa de Cuiabá e o Hospital São Benedito. “Para se ter uma ideia ao fazer o comparativo entre o Hospital São Benedito que consome R$7 milhões/mês em convênio firmado com União, Estado e município possui apenas 86 leitos hospitalares de enfermaria enquanto a Santa Casa possui 300 leitos, e é a única que oferece Pronto Socorro Pediátrico em todo Estado. São 500 pacientes atendidos por mês apenas na área de oncologia”, pondera.

Além disso, o parlamentar ressalta que a Santa Casa possui um aparelho de Hemodinâmica, e este serviço não chega ao cidadão comum pela falta deste convênio. “Temos uma unidade parada direcionada ao coração na sala de Hemodinâmica, que só existe instalada na Santa Casa em Mato Grosso, e não consegue oferecer este serviço ao cidadão, que é quem mais precisa e não tem dinheiro para pagar particular, mas o convênio não existe, e o prejuízo é da população". 

(Com informações da Assessoria)

Redação

About Author

Reportagens realizada pelos colaboradores, em conjunto, ou com assessorias de imprensa.

Você também pode se interessar

Política

Lista de 164 entidades impedidas de assinar convênios com o governo

Incluídas no Cadastro de Entidades Privadas sem Fins Lucrativos Impedidas (Cepim), elas estão proibidas de assinar novos convênios ou termos
Política

PSDB gasta R$ 250 mil em sistema para votação

O esquema –com dados criptografados, senhas de segurança e núcleos de apoio técnico com 12 agentes espalhados pelas quatro regiões