Cidades

Mesmo após relatório, concessionária afirma cumprir contrato

Foto: Andréa Lobo / Arquivo CMT

Rebatendo o relatório apresentado pela Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec) e os relatos da população, a Cab Cuiabá garantiu, por meio de nota, que cumpri sim os termos do contrato de concessão do abastecimento de água e tratamento de esgoto com a Prefeitura da capital.

Em nota sucinta, a concessionária afirma estar a disposição do Poder Executivo e da agência reguladora. 

“A CAB Cuiabá comunica que, nestes três anos de atuação na Capital mato-grossense, tem pautado suas ações no pleno cumprimento do contrato de concessão dos serviços de saneamento. Diante das declarações proferidas nesta sexta-feira (14) pela Prefeitura Municipal de Cuiabá, a concessionária informa que, mantendo-se no caminho da disponibilidade e da transparência, permanece à disposição do poder concedente e da agência reguladora para prestar informações e esclarecimentos sobre o desempenho de suas atividades”, diz a nota enviada pela concessionária.

Nesta sexta-feira (15), o prefeito Mauro Mendes (PSB) apresentou o relatório apresentado pela Arsec, sobre os trabalhos da CAB Cuiabá.

O presidente a agência reguladora, Alexandre Bustamante apresentou três possíveis soluções para a questão: a quebra de contrato com a CAB Cuiabá, intervenção da prefeitura nos serviços de saneamento ou a repactuação com a empresa.

Segundo o presidente da Arsec várias metas contratuais foram quebradas pela empresa que prometeu universalizar o acesso a água em 2015. “Nós já definimos o termo universalização, que como o próprio nome diz significa que o abastecimento precisaria estar em todas as casas da capital, no prazo estipulado e isso não aconteceu. A água precisaria ter qualidade e sem intermitência”, disse. Além disso, o dirigente revelou que a CAB não realizou o investimento nas áreas acordadas em contrato, ao contrário disso teria concentrado seus esforços na hidrometração das casas.

Arsec sugere quebra de contrato com CAB e solução está longe do fim

 

Redação

About Author

Reportagens realizada pelos colaboradores, em conjunto, ou com assessorias de imprensa.

Você também pode se interessar

Cidades

Fifa confirma e Valcke não vem ao Brasil no dia 12

 Na visita, Valcke iria a três estádios da Copa: Arena Pernambuco, na segunda-feira, Estádio Nacional Mané Garrincha, na terça, e
Cidades

Brasileiros usam 15 bi de sacolas plásticas por ano

Dar uma destinação adequada a essas sacolas e incentivar o uso das chamadas ecobags tem sido prioridade em muitos países.