Nacional

Lula diz que Dilma Rousseff é alvo de preconceito por ser mulher

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não poupou críticas à oposição e disse que os que perderam as últimas eleições ainda não se deram conta que Dilma foi eleita. Ao participar da abertura da 5ª Marcha das Margaridas, Lula disse que os opositores ainda não “saíram do palanque”.

“Eles diziam que eu vivia no palanque, mas hoje quem não sai do palanque são eles”, ironizou o ex-presidente ao participar do encontro que tem como tema: “Desenvolvimento Sustentável com Democracia, Justiça, Autonomia, Igualdade e Liberdade”.

Lula defendeu a presidente Dilma Rousseff, disse que ela é alvo de preconceito por ser mulher e que a crise não e por culpa dela. Lula ainda se dedicou a comparar o desempenho na economia de seu governo e de Dilma com o desempenho do governo tucano. “No tempo deles desemprego não era 7% era 12,5%”, comparou o ex-presidente.

“Essas mesmas pessoas que hoje se apresentam como salvadores da Pátria se esqueceram de que quando eu cheguei ao governo este país estava quebrado e dependia do FMI”, criticou Lula, que ainda fez um desafio à oposição. Lula disse que está se preparando para andar o país, mas que duvida que os opositores do governo tenham a coragem de fazer o mesmo.

Com discurso de candidato, Lula disse que está “preparando o caminho” para voltar a viajar pelo país. “Eu queria dizer para vocês. Eu estou preparando o meu caminho para voltar a viajar por este país”, disse. A presidenta Dilma já começou a viajar o Brasil. Eu vi esses dias que ela já foi a Roraima, ela já foi a Rondônia, eu já vi que ela foi ao Maranhão. Ela vai para um canto, os ministros vão ter que andar por outro, os deputados por outro, os senadores por outro, e eu por outro. Eu quero ver se os nossos adversários estão dispostos a andar por este país e discutir este país como ele precisa ser discutido”, desafiou.

 Lula lembrou que também foi alvo de ameças de impeachment. “Eu sei que o momento não é fácil, eu já passei por isso. E só levantei a cabeça por conta de vocês. Eu lembro que em 2005 quando os mesmo que estão atacando a Dilma diziam que iam fazer impeachment do Lula eu disse para eles, se vocês quiseres me cortar, vocês vão ter que ir para a rua escutar o povo brasileiro. Nós vamos ter que conversar com este povo para mostrar para ele o que está acontecendo neste país”, disse Lula.

Fonte: iG

Redação

About Author

Reportagens realizada pelos colaboradores, em conjunto, ou com assessorias de imprensa.

Você também pode se interessar

Nacional

Comissão indeniza sete mulheres perseguidas pela ditadura

“As mulheres tiveram papel relevante na conquista democrática do país. Foram elas que constituíram os comitês femininos pela anistia, que
Nacional

Jovem do Distrito Federal representa o Brasil em reunião da ONU

Durante o encontro, os embaixadores vão trocar informações, experiências e visões sobre a situação do uso de drogas em seus