Nacional

Lojistas do Rio esperam crescimento de 3% nas vendas de Natal

O comércio lojista do Rio estima aumento de 3% nas vendas para o Natal. O resultado faz parte da pesquisa do Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio), que ouviu 750 lojistas – 51% de lojas de rua e 49% de shopping – da cidade do Rio de Janeiro para conhecer a expectativa deles em relação às vendas no Natal.

A pesquisa mostra também que, apesar das dificuldades, os comerciantes estão fazendo promoções, descontos, planos de pagamentos facilitados, kits promocionais, liquidações, brindes, sorteios, lançaram novos produtos e aumentaram a variedade de mercadorias. Eles acreditam que os presentes que devem ser mais vendidos durante Natal são roupas, calçados, brinquedos, bolsas e acessórios, celulares, perfumaria, beleza e bijuterias.

Para 59% dos lojistas entrevistados, o preço médio dos presentes por pessoa deve ser de R$ 170 e os clientes deverão utilizar o cartão de crédito como forma de pagamento, seguido do cheque pré-datado, cartão à vista, dinheiro e a prazo.

De acordo com o presidente do CDLRio, Aldo Gonçalves, o otimismo "moderado" dos lojistas com o período natalino é reflexo do fraco desempenho das vendas em todas as datas comemorativas anteriores, que não atingiram a expectativa de crescimento estimada pelo comércio.

“No caso do Rio de Janeiro, a crise econômica está inibindo o consumidor. E quando a economia vai mal afeta o clima de otimismo e inviabiliza as compras. É o ambiente econômico que  dita o comportamento do consumidor. É a economia em desenvolvimento harmonioso que sustenta os ciclos de produção, emprego, consumo e progresso social. Não se conhece fórmula diferente”, afirmou.

Redação

About Author

Reportagens realizada pelos colaboradores, em conjunto, ou com assessorias de imprensa.

Você também pode se interessar

Nacional

Comissão indeniza sete mulheres perseguidas pela ditadura

“As mulheres tiveram papel relevante na conquista democrática do país. Foram elas que constituíram os comitês femininos pela anistia, que
Nacional

Jovem do Distrito Federal representa o Brasil em reunião da ONU

Durante o encontro, os embaixadores vão trocar informações, experiências e visões sobre a situação do uso de drogas em seus