Segunda-Feira, 29 de Maio de 2017
tv

Volta do “CQC” ganha apoiadores na Band

Dizem até que a produtora Eyeworks já foi consultada sobre esta possibilidade.

Volta do “CQC” ganha apoiadores na Band
 

Foto: reprodução

Por TV FOCO

Ninguém acreditava numa possível volta do “CQC – Custe que Custar”, embora a Direção da Band afirmasse que se tratava apenas de um “ano sabático”. Tanto é que a maioria foi para a Globo.

Agora, passados um ano e 5 meses, diante de tantos acontecimentos na política, o retorno do programa ganha apoiadores na Band. Muitos consideram uma boa e das mais oportunas a reestreia, como informa o jornalista Flávio Ricco.

Dizem até que a produtora Eyeworks já foi consultada sobre esta possibilidade. Espera-se, caso venha a se confirmar, uma renovação quase total do elenco. Marcelo Tas, no entanto, é um dos nomes mais prováveis nessa volta, já que ele tem uma atração na GNT, que não impediria sua reentrada na TV Aberta.

Com baixa audiência e repercussão, o “CQC” teve seu fim decretado em dezembro de 2015 – sua última edição inédita foi ao ar no dia 21 do mesmo mês. Na época, em comunicado enviado à imprensa, Diego Guebel, criador do formato e diretor-geral da área artística da Band, disse que “o intervalo entre as temporadas seria estendido para que tenhamos tempo de voltar com mais força em 2017”. Na nota, a Band ainda diz que 2016 será um “ano sabático” para o formato. O programa, no entanto, não retornou neste ano.

Formato argentino da produtora Eyeworks, o “CQC” ficou no ar entre 2008 e 2015, e vinha registrando médias entre 2 e 3 pontos na Grande São Paulo, longe do que alcançava em seu auge. No final de 2014, na tentativa de reverter o quadro, o humorístico sofreu sua maior reformulação – que não surtiu efeito -, e contou até com a substituição de Marcelo Tas por Dan Stulbach.

COMENTAR