PUBLICIDADE

Saúde - Página 199

VG recebe R$ 8 mi para investimentos na saúde

VG recebe R$ 8 mi para investimentos na saúde

Pouco mais de R$ 8 milhões estão disponíveis para o município de Várzea Grande investir na construção, ampliação e reformas de Unidades Básicas de Saúde (UBS). Os recursos foram liberados pelo Ministério da Saúde, por meio da Portaria nº 1.380, publicada no último dia 9 de julho, no Diário Oficial da União.

Idoso morre em Pronto Socorro de VG e família acusa negligência

Idoso morre em Pronto Socorro de VG e família acusa negligência

Um senhor de 79 anos de idade morreu na madrugada da última quinta (11), no Pronto Socorro de Várzea Grande, em decorrência de um traumatismo craniano. A vítima, Marçal Nacano havia dado entrada na unidade há 12 dias e a família acusa negligência no atendimento. 

Em MT, 357 casos de dengue são registrados em uma semana

Em MT, 357 casos de dengue são registrados em uma semana

Mato Grosso registrou 357 novos casos de dengue nesta última semana, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT). Ao longo deste ano (1 de janeiro a 11 de julho), já foram contabilizados 38.423 casos da doença. 

Governo cria
OSS's

Governo cria "segunda classe" no SUS

Dentre tantos problemas existentes na saúde pública em Mato Grosso, a superlotação e a falta de leitos são os mais dramáticos. Os prontos-socorros sofrem do mal crônico de recursos escassos e a cobrança direta do cidadão-usuário que, segundo o Sistema Único de Saúde (SUS), deveria ter qualidade e rápido atendimento. Macas, cadeiras e bancos lotam os corredores do prontos-socorros de Cuiabá e Várzea Grande, região metropolitana, com muitos pacientes em condições desumanas à espera de cirurgias ou internações para sanar os males. As cenas deprimentes dos PS contrastam com o saguão com uma única pessoa que estava à espera da internação, com os corredores limpos e vazios, quartos com arrumação perfeita, no Hospital Metropolitano de Várzea Grande, administrado pelo Instituto Pernambucano de Assistência à Saúde (Ipas), uma das Organizações Sociais (OSSs) contratada pelo ex-secretário de saúde e deputado federal Pedro Henry (PP).

Alckmin critica medida que obriga médico a atuar no SUS

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), criticou nesta quarta-feira (10) a iniciativa do governo federal de exigir que novos médicos trabalhem dois anos na atenção básica da rede pública após cursar os seis anos de graduação em medicina. Para Alckmin, o governo federal deveria priorizar o financiamento do SUS (Sistema Único de Saúde).

Construção da UPA no Pascoal Ramos será retomada

Construção da UPA no Pascoal Ramos será retomada

A Construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Pascoal Ramos será mantida. A decisão foi tomada pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da secretaria Municpal de Saúde, com base no parecer do Ministério de Saúde, de que o Exceutivo Municipal tem total autonomia para definir o local de construção da UPA. 

BNDES investe em desenvolvimento de remédio contra câncer

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) acaba de aprovar o apoio de R$ 15,2 milhões para a Fundação Butantan e para o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT). Os recursos serão destinados ao desenvolvimento de medicamento biotecnológico inovador em nível mundial para o tratamento de combate ao câncer, provenientes do BNDES Fundo Tecnológico (Funtec).

Hospitais particulares passam a atender somente urgência/emergência

Hospitais particulares passam a atender somente urgência/emergência

O Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Mato Grosso (Sindessmat) afirmou, por meio de nota encaminhada à imprensa, que os pronto-atendimentos dos hospitais particulares e filantrópicos só atenderão casos de urgência/emergência, a partir das 7h desta quarta (10). 

Curso de Medicina passará de 6 para 8 anos em 2015

Curso de Medicina passará de 6 para 8 anos em 2015

O curso de Medicina passará de 6 para 8 anos a partir de 2015. A mudança integra um pacote de medidas anunciado nesta segunda-feira(8), pela presidente Dilma Rousseff para ampliar a oferta de médicos no País e melhorar a formação dos profissionais. Definida numa Medida Provisória, a ampliação deverá ser regulamentada pelo Conselho Nacional de Educação, num prazo de 180 dias.