PUBLICIDADE
SAÚDE

A falta de sono pode arruinar sua aparência

Estudo realizado na Suécia mostrou que aparência, saúde e aspecto social podem ficar comprometidos com a falta de sono.

19/05/2017 14h55 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Foto: reprodução

Por Veja.com

A ciência acaba de comprovar que a expressão “sono de beleza” é real. De acordo com um estudo publicado no periódico científico Royal Society Open Science, sono é sim sinônimo de beleza. Na pesquisa, pessoas que dormiam pouco foram consideradas menos atraentes, saudáveis e interessantes. Além do físico, a aparência sonolenta, pode afetar diretamente o aspecto social.

A pesquisa

A equipe de pesquisa do Instituto Karolinska, faculdade de medicina na Suécia, fotografou 25 pessoas depois de duas noites de sono normal e depois de duas noites de um sono de apenas quatro horas. Então, pediram para que outros 122 participantes avaliassem a aparência das pessoas nas fotos em relação a atratividade, saúde, sonolência e confiabilidade delas.

Algumas noites de sono perdidas não afetaram tanto a noção de confiabilidade, mas os avaliadores disseram estar menos inclinados a se socializar ou considerar os sonolentos atraentes e saudáveis.

Problemas para socializar

“Se a pessoa parece menos saudável, é mais provável que as pessoas se afastem dela. No entanto, isso não explica todo o efeito da não querer se socializar com ela. Esse é um dos fatores, mas não é toda a história.”, disse Tina Sundelin, uma das pesquisadoras do estudo, ao The Guardian.

Outras pesquisas já mostraram que há boas razões para evitar pessoas que se privam do sono. Pessoas que dormem pouco podem ser menos otimistas e sociáveis, afetando outras ao redor. Além disso, a privação do sono também tende a deixar as pessoas mais irritadas. “Você logo percebe que alguém não dormiu direito, pois ela geralmente está menos agradável, difícil de lidar”, explicou Tina.

Com o tempo, a falta de sono pode fazer com que as pessoas se tornem piores para entender e expressar suas emoções, além de serem mais propensas a sofrer acidentes. A primeira vista, pode parecer injusto apontar esses defeitos e evitar o convívio com elas, mas segundo os pesquisadores, quem dorme pouco naturalmente precisa de um tempo sozinho para se recuperar.

Aparência de cansaço

No entanto, os efeitos da privação do sono se mostraram menores no aspecto social. De acordo com a pesquisa, ter quatro horas de sono por dois dias levou a uma queda de apenas 4% na sociabilidade dos participantes. Na verdade, o que mais foi levado em conta foi a aparência de cansaço do que as horas de sono perdidas. Os voluntários se mostraram 20% a 30% menos propensos a socializar com pessoas que pareciam cansadas, quando comparados com pessoas que dormiam bem.

“O sono tem grande impacto em como as pessoas nos vêem, então é importante priorizá-lo”, disse John Axelsson, líder do estudo, ao The Guardian. 

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE