PUBLICIDADE
TROCA DE FARPAS

Após ser chamado de ‘bandido’ e ‘leviano’, Riva diz que Emanuel Pinheiro fazia extorsão

‘Ele sabe que eu só estou nessa situação por causa de gente como ele, que extorquia e achacava quem achava pela frente’, disparou o ex-presidente da ALMT

28/09/2020 13h28 | Atualizada em 28/09/2020 14h32

Após ser chamado de ‘bandido’ e ‘leviano’, Riva diz que Emanuel Pinheiro fazia extorsão

Montagem

Ex-presidente da Assembleia e agora colaborador da Justiça Estadual, José Geraldo Riva respondeu nesta segunda-feira (28) ao prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), que o chamou de "bandido" e "leviano", por ter incluído em sua delação premiada. Riva se defendeu afirmando que só está nessa situação “por causa de gente como ele”.



José Riva disse ao site Gazeta Digital que tem certeza que o atual prefeito sabe o que "fez" e que agora usa um discurso de "autodefesa".

"Ele sabe que eu só estou nessa situação por causa de gente como ele, que extorquia e achacava quem achava pela frente", disse.

Riva aponta de Emanuel teria recebido cerca de R$ 2,4 milhões em mensalinho durante os anos de 2011 e 2014 como deputado para apoiar os projetos do governo do Estado.



A resposta de Riva ocorreu após Emanuel ter dito em entrevista ao programa Chamada Geral, em sua primeira entrevista como candidato à reeleição.

"Depois que eu fui eleito prefeito quiseram me envolver. Ai surgiu agora mais uma jogada baixa dos nossos adversários. O maior ficha suja de Mato Grosso terá que provar que ele me deu R$3 milhões. Larga de ser bandido, larga de ser leviano. Quem dá R$ 3 milhões pra alguém?. Ai eu tenho que me defender. Ele fala o que não tem como provar porque dava em espécie. Isso é leviandade", disse Emanuel.

.

FONTE: Gazeta Digital



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE