PUBLICIDADE
FICO E FERROGRÃO

Com Bolsonaro presente, governador cobra conclusão de ferrovias na inauguração da BR–163

O evento marcou o fim das obras de pavimentação dos últimos 51km da rodovia, no trecho que liga Mato Grosso ao Pará

14/02/2020 16h25 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00 1 comentario

Com Bolsonaro presente, governador cobra conclusão de ferrovias na inauguração da BR–163

Assessoria

O governador Mauro Mendes (DEM) aproveitou a presença do presidente da República Jair Bolsonaro, na solenidade de inauguração das obras de pavimentação da BR-163, para defender a conclusão das ferrovias Ferrogrão e Fico. O evento foi realizado na tarde desta sexta (14), no KM 102 da rodovia, no Marco do Curuá, em Cachoeira da Serra, divisa do Pará com Mato Grosso.



Além de Mauro, diversas autoridades de Mato Grosso prestigiaram a solenidade. Entre elas, o senador Wellington Fagundes (PL) e os deputados federais José Medeiros (Podemos), Nelson Barbudo (PSL) e Neri Geller (PP). O ex-governador Blairo Maggi (PP), o ex-diretor do Dnit Luiz Antônio Pagot e o sojicultor Eraí Maggi também estavam presentes.

No discurso, Mauro fez um desafio ao ministro da Infraestrutura Tarcisio Freitas e ao próprio Bolsonaro. Pediu que a Ferrogrão seja concluída ainda neste mandato.

“Deixo o  convite e o desafio ao ministro Tarcisio.  A  Ferrogrão,  que vai de Sinop até Mirituba, com trecho de  mil quilômetros, como os passos já dados,  com a celeridade que o projeto está tocado, com a importância que o agronegócio tem para o Brasil, que o presidente Bolsonaro possa começar e terminar no seu mandato essa ferrovia muito importante para o Brasil”, disse Mauro que chegou a ouvir um principio de vaia, quando foi chamado ao microfone.



O governador ainda defendeu a construção da Ferrovia de Integração do Centro Oeste (FICO) e elogiou a coragem de Bolsonaro para alterar o marco dos licenciamentos ambientais. Afirmou que o meio ambiente deve ser preservado levando em consideração dos interesses de toda sociedade.

“Também peço ao ministro Tarcisio e ao presidente Bolsonaro a construção da FICO e conclusão da BR-158, onde faltam poucos quilômetros para serem pavimentados, justamente que passam dentro de uma terra indígena criada há pouco tempo. Parabenizo o presidente Bolsonaro pela coragem de enfrentar a questão do licenciamento ambiental, propondo ao Congresso um novo marco. Precisamos preservar o meio ambiente e atender aos interesses da sociedade, destravando obras por todo país. Fazer do Brasil, não o país do futuro, mas do presente”, completou.

Já o ministro da Infraestrutura Tarcisio Freitas prometeu atender, pelo menos em partes, as reivindicações de Mauro. Afirmou que vai implantar a FICO  e trabalhar incansavelmente pela Ferrogrão.

Fim do gargalo

Sobre a entrega da BR-163, obra lançada em 1976 pelo ex-presidente da República Ernesto Geisel, durante a ditadura militar, Mauro lembrou que a logística sempre foi o maior gargalo da produção rural de Mato Grosso. Ainda ressaltou, diante de Bolsonaro, que o Estado é o maior produtor no país de soja, milho, algodão e proteína animal.

“Mato Grosso é o maior PIB do agro do país, mas a logística sempre foi o maior gargalo. E os brasileiros, que vieram de todos os lugares, sempre enfrentaram essas dificuldades. Uma viagem de caminhão de Sorriso a Miritituba levava 14 dias. Agora, com frete mais barato, todo país ganha. Agora, esse esforço será recompensado com produtos chegando de forma mais competitiva aos mercados de todo mundo e deixando mais recursos no país”, concluiu o democrata.

BR-163

Iniciada na década de 1970, a rodovia está completamente asfaltada entre Sinop e Miritituba (PA). O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e o Exército Brasileiro concluíram as obras em 51 quilômetros entre Moraes Almeida e Novo Progresso, trecho que faltava para interligar, definitivamente, os dois Estados. A BR-163 começa no Rio Grande do Sul, atravessa todo o Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, indo até Santarém, no Pará. Além do asfaltamento, também foi realizada manutenção em 1.300 quilômetros na rodovia. O trecho liga Sinop  a Santarém.

 

 

.

FONTE: RD News



1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Agora temos um Presidente de verdade, não um ladrao

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE