PUBLICIDADE
OBRA EMPRERRADA

Fábio Garcia diz que erro de estratégia fez Cuiabá perder recurso do novo pronto-socorro

Deputado federal afirma que demora do prefeito Emanuel Pinheiro em apresentar projeto trancou recurso de R$ 80 milhões destinado pela bancada federal

Reinaldo Fernandes

Repórter

10/08/2018 08h58 | Atualizada em 10/08/2018 11h49

Fábio Garcia diz que erro de estratégia fez Cuiabá perder recurso do novo pronto-socorro

Reprodução/Internet

O deputado federal Fábio Garcia (DEM) endureceu as críticas ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) por perda do recurso para o equipamento do novo pronto-socorro, cujas obras estão atrasadas há mais de dois anos. Ele disse que o prefeito errou em estratégia para garantir R$ 80 milhões.

“O prefeito Emanuel Pinheiro quis garantir o dinheiro indo direto em Brasília sem apresentar qualquer projeto para equipamento do hospital. Se preocupou em pôr a mão do dinheiro e acabou perdendo. Houve incapacidade para administrar o recurso que estava assegurado”, disse Garcia em entrevista à rádio Capital FM, nesta sexta (10).

As obras do novo pronto-socorro iniciaram em 2015 com prazo para entrega da primeira etapa em meados de 2016. Neste período, a bancada federal negociaram emendas individuais para asseguram recurso para ajudar na construção e equipamento do hospital, com cerca de R$ 120 milhões.

Mas, o prazo para a liberação do recurso, junto ao Ministério da Saúde, encerrou sem qualquer medida concreta pela prefeitura. Para não perder o recurso, a bancada o realocou para o Estado, com o compromisso de o governador Pedro Taques assinar convênio para a devolução do montante. O acordo só foi assinado no início deste ano.

Uma segunda data para a entrega da primeira etapa tinha sido agendada para o aniversário da capital neste ano, mas houve novo descumprimento de prazo. A projeção atual é para conclusão das obras a tempo para o aniversário de 300 anos de Cuiabá, em 2019.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE