PUBLICIDADE
PIZZA NO FORNO

CPI do Paletó segue suspensa por decisão de desembargadora

Pedido de suspensão da tramitação da comissão de inquérito que apura vídeo onde prefeito Emanuel Pinheiro recebe suposta propina seguem paradas

Rodivaldo Ribeiro

Editor-adjunto

13/04/2018 07h30 | Atualizada em 13/04/2018 08h53

A justiça manteve a suspensão da tramitação da CPI do Paletó até o julgamento do mérito por força da decisão da desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, da 1ª Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça. A decisão foi divulgada na quarta (11).

Bezerra Ramos decidiu negar recurso impetrado pelo presidente da Câmara de Cuiabá, Justino Malheiros (PV). A decisão da desembargadora corrobora  a do juiz Paulo Márcio Soares de Carvalho, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá.

Ele atendia pedido do vereador Diego Guimarães (PP) questionando a escolha de Adevair Cabral (PSDB) e Mário Nadaf (PV) como relator e membro da CPI. Para Diego, Malheiros ignorou o Regimento Interno da câmara e suspeitou da prontidão por parte dos vereadores da base aliada em assinar o requerimento de criação da CPI.

Para ele, isso seria uma manobra para serem eles próprios efetivados como membros da CPI e assim miná-la por dentro.

Dentre outros motivos, a desembargadora lembra o fato de o vereador Diego ter participado ativamente da CPI durante 114 dias e só então entrar na Justiça, além de não citar que leis seriam infringidas no corpo do processo.

.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE