PUBLICIDADE
INDÍCIO DE FRAUDE

MPC investiga possível fraude em concessão de rodovias de MT

Contrato é de R$ 16 milhões e foi vencido pelo Consórcio Via Brasil. Denúncia foi protocolada pela deputada Janaína Riva

Celestino Carlos

Jornalista

20/03/2018 07h25 | Atualizada em 20/03/2018 09h20

MPC investiga possível fraude em concessão de rodovias de MT

Reprodução

O Ministério Público de Contas (MPC) abriu uma sindicância interna para apurar uma denúncia protocolada pela deputada Janaina Riva, do partido Movimento Democrata Brasileiro (MDB), que apontou indícios ilícitos na concessão de rodovias nos trechos dos municípios de Alto Araguaia MT-100 e Alta Floresta, nas MT-320 e MT-208. A negociação foi realizada em 28 de fevereiro, na Bolsa de Valores B3 (antiga Bovespa), em São Paulo, e teve como vencedor o Consórcio Via Brasil, por R$ 16 milhões.

O conteúdo da denúncia aponta que o consórcio vencedor possui entre suas empresas, uma pertencente ao grupo J&F, que faz parte aos irmãos Joesley e Wesley Batista, investigados na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, e citados em esquemas de corrupção na gestão do ex-governador Silval Barbosa. 

Em resposta, o MPC encaminhou nesta segunda-feira (19), um ofício ao gabinete da parlamentar e julgou favorável as denúncias encaminhadas. Para o MPC, ao analisar todos os documentos, a instituição vislumbra possibilidades de “ocorrência de direcionamento de licitação, ao que pode estar relacionado à eventual prática de corrupção e financiamento de campanha eleitoral, nos termos informados da denúncia encaminhada”. 

Ainda de acordo com informações contidas no documento, o MPC instaurou Procedimento Interno para analisar as possíveis irregularidades apontadas e solicita da parlamentar mais informações e documentos sobre o assunto.

 

FONTE: Ministério Público de Contas

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE