PUBLICIDADE
ESCALONAMENTO SALARIAL

“É prioridade para mim pagar o salário", afirmou governador em exercício Eduardo Botelho

O estado deve pagar até sexta-feira (10) os servidores públicos que ganham até R$ 12 mil.

Da Redação

Equipe

14/11/2017 11h33 | Atualizada em 14/11/2017 13h34

O governador em exercício Eduardo Botelho (PSB), afirmou em entrevista à Rádio Capital FM que vai adiantar o pagamento salarial dos funcionários de Mato Grosso, previsto para o dia 22. Ele determinou prioridade para a conclusão da folha de pagamento de outubro para o funcionalismo estadual e anunciou que nesta terça-feira (14) serão quitados os salários dos que recebem até 12 mil.

Ele  disse que as decisões acompanham o fluxo de caixa e ocorrem  em diálogo direto com os secretários Gustavo de Oliveira, de Estado de Fazenda; e Guilherme Müller, de Estado de Planejamento. Segundo o governador em exercício, saúde e segurança também são prioridades. Para honrar o vencimento hoje de quem ganha até R$ 12 mil, alguns fornecedores e prestadores de serviços ficaram sem receber. 

Na quinta-feira (10), por determinação do então governador em exercício Carlos Fávaro (PSD), o governo pagou os servidores inativos e, na sexta-feira, liberou para os que recebem até R$ 5 mil. Pelos cálculos da Secretaria de Estado de Gestão (Seges), isso representa mais de 80% do funcionalismo.
 
Antes de seguir viagem para Ásia e Europa, o governador Pedro Taques (PSDB) decidou pelo pagamento escalonado dos salários. O Estado espera repasses da União para tirar as contas do vermelho.  Ainda são esperados R$ 300 milhões do Fundo das Exportações (FEX) e cerca de R$ 130 milhões da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para os próximos dias.

FONTE: Rádio Capital FM

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE