PUBLICIDADE
FORA DO CCC

Deputado Gilmar Fabris deixa prisão após decisão de colegas parlamentares

Fabris foi preso no dia 15 de setembro acusado de obstruir informações da Justiça durante a Operação Malebolge.

Da Redação

Equipe

25/10/2017 15h33 | Atualizada em 25/10/2017 15h40 1 comentario

Deputado Gilmar Fabris deixa prisão após decisão de colegas parlamentares

Reprodução

Após 41 dias preso, o deputado Estadual Gilmar Fabris (PSD) deixou a prisão nesta quarta-feira (25). A liberdade ocorreu após decisão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, que votou na noite desta terça-feira (24) revogar o pedido do alvará de soltura.

O presidente da Assembleia, o deputado Eduardo Botelho (PSB) comunicou o Centro de Custódia de Cuiabá, na figura da diretoria, para que a revogação da prisão em face do parlamentar fosse concretizada.

A decisão acompanhou parecer da Comissão de Ética do Legislativo, formulado pelo corregedor, deputado Saturnino Masson (PSDB), que além de revogar a prisão, devolveu o cargo de deputado ao parlamentar afastado.

Entenda:

Gilmar Fabris foi preso após passar quatro horas na sede da Superintendência da Polícia Federal prestando esclarecimentos sob a suposta fuga e ocultação de provas ao qual foi acusado de ter feito, ao sair de casa de madrugada com uma pasta no dia 14 de setembro, quando foi deflagrada a Operação Malebolge.

A investigação é derivada da 12ª fase da Operação Ararath, baseada nas acusações feitas pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB) em delação premiada Procuradoria Geral da República (PGR).

Durante a operação o deputado teve o gabinete e seu apartamento vistoriado pelos agentes da PF.

Leia mais 

 

1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Equipe do CIrcuitomt, será porque somente pobre fica na cadeia? Graci Ourives de Miranda

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE