PUBLICIDADE
CONDENADO A PRISÃO

“Mentiu muito e chega uma hora que tem que vir às claras”, diz Leitão sobre Lula

Leitão afirmou também que a condenação de um ex-presidente do Brasil é um marco histórico

Felipe Leonel

Repórter

16/07/2017 16h46 | Atualizada em 17/07/2017 09h29 1 comentario

“Mentiu muito e chega uma hora que tem que vir às claras”, diz Leitão sobre Lula

Andréa Lobo/CMT

O presidente regional do PSDB, deputado federal Nilson Leitão, disse acreditar que a população brasileira não elegeria o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) ao posto novamente. Segundo Leitão, Lula, que foi condenado em primeira instância a nove anos de prisão, “mentiu muito".

“Ele [Lula] enganou muito e chega uma hora que tem que vir às claras. A população sempre diz que a voz do povo é a de Deus. Se a sabedoria do povo for escolher um condenado, é porque a população, talvez, gostaria de ter um condenado na presidência, mas eu não acredito nisso”, afirmou o tucano, nesta quinta-feira (13), durante vistorias da duplicação da avenida Senador Fillinto Müller, em Várzea Grande (MT).

Leitão afirmou também que a condenação de um ex-presidente é um marco histórico, uma vez que Lula é o primeiro ex-presidente a ser condenado pela Justiça. O tucano ainda sustentou que Lula não pode ser tratado de maneira diferente dos outros brasileiros.

“As provas são cabais. Nenhum brasileiro, em sã consciência, que viu todas as provas, vai dizer que o apartamento e o sítio não é dele. Isso é conversa para boi dormir”, afirmou Nilson Leitão.

“Ele é um brasileiro como qualquer outro, a diferença é que ele é ex-presidente e tinha uma popularidade enorme, hoje ele tem 50% da população que nega ele e tem 50% que às vezes pode aprová-lo”, completou o parlamentar federal.

Para Leitão, a condenação de Lula mostra que as instituições estão funcionando normalmente, a exemplo da Polícia Federal, Poder Judiciário e o Ministério Público Federal. O deputado federal argumentou que o mesmo deve acontecer no Poder Legislativo e no Poder Executivo.

Ele ainda lembrou que muitos dos investigados na Operação Lava Jato foram presos preventivamente bem antes da condenação ou abertura de inquérito na Polícia Federal.

“A maioria de pessoas acabaram presos antes mesmo de ter qualquer inquérito aberto. O ex-presidente Lula foi julgado e sentenciado a 9 anos e meio e ele vai ter direito aos recursos. Mas politicamente, a condenação vem demonstrar e confirmar ele cometeu crimes e foi sentenciado”, cravou o tucano.

 

Leia mais

1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Olha quem fala! Golpista contra os trabalhadores e as minorias! Só se interessa pelas suas fazendas!

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE