PUBLICIDADE
EX-PRESIDENTE

“Moro faz parte de conchavo”, diz Barranco sobre condenação de Lula

O deputado considerou arbitrária a condenação do ex-presidente e disse que o PT irá recorrer da sentença

Da Redação

Equipe

13/07/2017 11h01 | Atualizada em 13/07/2017 11h02 1 comentario

“Moro faz parte de conchavo”, diz Barranco sobre condenação de Lula

Reprodução/Internet

O presidente regional do Partido dos Trabalhadores, deputado estadual Valdir Barranco, saiu em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado pelo juiz Sérgio Moro, em processo da Operação Lava Jato, em primeira instância.

“O juiz Moro, juntamente com uma parcela da sociedade brasileira não quer o presidente Lula disputando as eleições de 2018. Moro faz parte desse conchavo e cumpriu seu papel. Seria para nós surpresa se fizesse o contrário”, afirmou o parlamentar, na tribuna da Assembleia Legislativa.

O parlamentar afirmou que a condenação não assusta os petistas e que faz parte de um jogo para impedir que Lula dispute a eleição de 2018. Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão, na ação que envolve o caso da compra e reforma do tríplex, no Guarujá (S).

Barranco disse que o ex-presidente é perseguido por exercer liderança sobre uma grande parcela da população brasileira. Ele vê a condenação como uma manobra para que o presidente não seja mais “ficha limpa” e fique inelegível para a eleição de 2018.

“As pesquisas já apontam Lula na liderança na corrida à presidência com mais de 50% das intenções de voto em todo o país. Em alguns estados esse percentual sobe para 70%. Para o PT, a ausência de Lula na disputa já configura fraude”, completou.

Apoio

A executiva estadual do PT e os movimentos sociais se reuniram na quarta-feira, na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Cuiabá, onde articularam ações de solidariedade a Lula.

“É uma liderança reconhecida internacionalmente pelo governo que fez. Foi chamado pelo ex-presidente americano, Barack bama, de “O Cara”. Os movimentos sociais e a Frente Brasil Popular estarão conosco para definir as próximas ações”, concluiu.

 

Leia mais

1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. também acho isso um absurdo dessa corja de ratos que querem tomar o poder e acabar com os pobres.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE