PUBLICIDADE
VOLTA POLÊMICA

Oscar afirma que volta de Wilson à Assembleia foi “deselegante”

Deputado questiona motivos que fizeram o tucano deixar a Secid e voltar ao Legislativo, para votação de relatório da CPI

Airton Marques

Editor Adjunto

21/04/2017 07h41 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Foto: JLSiqueira/ALMT

A volta do deputado Wilson Santos (PSDB) ainda causa estranheza e reclamações de seus colegas parlamentares. O deputado Oscar Bezerra (PSB), que preside a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Copa do Mundo, afirmou que a decisão do tucano em deixar a Secretaria de Estado de Cidades (Secid) foi “deselegante”.

A decisão de de Wilson foi anunciada com o argumento de que o tucano se empenharia em esclarecer aos demais parlamentares a negociação feita em conjunto pela Secid, Controladoria Geral do Estado (CGE) e Procuradoria Geral do Estado (PGE) com o Consórcio VLT Cuiabá – Várzea Grande, para a retomada das obras do modal.

No entanto, Oscar acredita que tal argumento não é justificável, uma vez que a base do Governo é maioria no Legislativo e já conta com um líder, o deputado Dilmar Dal’Bosco (DEM), que poderia desempenhar tal função. “Imagine a situação do líder do Governo. O Wilson precisa vir para a Assembleia resolver uma questão? [Uma situação] desconfortável. Achei deselegante”, afirmou nesta quarta-feira (19).

“O que mudou com a sua vinda para cá? Sua vinda é uma coisa sem nexo. Se tem tantos serviços na Secid, por que não ficou lá resolvendo os pepinos?”, completou.

Oscar ainda declarou que caso fosse necessário esclarecimentos sobre a retomada das obras do modal, Wilson não precisaria ter retomado sua cadeira no parlamento.

“Não precisaria dessa situação de dizer que vem para a Assembleia resolver e mudar relatório [da CPI da Copa do Mundo]. Isso é conversa fiada. Conversa do Wilson.

Leia mais:

Wilson: Governo quer aprovação do relatório do jeito que está

Oscar diz que relatório da CPI da Copa será votado sem alterações

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE