PUBLICIDADE
OPERAÇÃO ARCANO

Nove são presos, e quadrilha de Varzea Grande é desarticulada

Foi apreendido um tablete de maconha, porções de pasta base, uma balança de precisão e dinheiro

Da Redação

Equipe

01/09/2016 16h18 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Nove criminosos foram presos na operação “Arcano” deflagrada pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quinta-feira (01), para cumprimento de 32 mandados judiciais, sendo 14 mandados de prisão preventiva e 18 de busca e apreensão domiciliar, na região do bairro Novo Mato Grosso, em Várzea Grande.



A operação resultou na prisão de nove indivíduos, todos com histórico de passagens pela polícia. Além da apreensão de um tablete grande de substância análoga à maconha, foram recolhidas porções de pasta base de cocaína, uma balança de precisão, e dinheiro.

Quatro dos suspeitos que estavam com as prisões preventivas expedidas pela Comarca de Várzea Grande, também foram presos em flagrante. Jean Carlos Barbosa da Silva, 20, conhecido como “Jeanzinho” e Anderson Clayton Jorge da Silva, conhecido como “Có”, foram autuados por tráfico de drogas.

O terceiro, Denilson Santos Vieira, 39, conhecido como “Cabelo” foi autuado por posse ilegal de munições. Já o ultimo, Edimar de Lima Peres foi preso em flagrante pelo crime de receptação.



Nas diligências conduzidas pela DERF de Várzea Grande, para apurar crimes contra o patrimônio praticados na região, foi verificado que o bairro Novo Mato Grosso (antigo 13 de setembro) e alvo da operação “Arcano”, apresentava baixo índice de ocorrência, levantando suspeitas por parte da Polícia Civil.

Diante dos fatos, foi realizado um minucioso trabalho de investigações, iniciado em março, com objetivo de identificar pessoas articuladas na prática de assaltos à residência e comércio.

Os policiais civis colherem provas e indícios que culminaram na representação de mandados de busca e apreensão domiciliar, e mandados de prisão preventiva.

Ao todo 75 investigadores, 15 delegados, e 8 escrivães de polícia participaram da operação “Arcano”, desencadeada com apoio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Cuiabá, Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), Gerência de Operações Especiais (GOE), Diretoria de Inteligência, e das unidades de Várzea Grande - 1ª Delegacia de Polícia, Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso, e Delegacia de Polícia de Nobres (146 km a Médio Norte).

A ação desenvolvida pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF/VG) visa combater quadrilhas atuantes em crimes contra o patrimônio, especificamente em roubos a residências e comércios. A ação denominada “Arcano” tem origem no latim e significa misterioso, enigmático.



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE