PUBLICIDADE

Polícia Civil prende tio por estupro da sobrinha e procura por segundo abusador

A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), da Polícia Judiciária Civil, prendeu um jovem de 22 anos, acusado de estuprar a sobrinha de 14 anos, que acabou grávida.

18/10/2013 19h39 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00 1 comentario

O suspeito Júlio Iglesias Martins Santana, 22, foi preso nesta semana, em Cuiabá, após a Polícia Civil instaurar inquérito policial em setembro deste ano. O tio era vizinho da vítima e aproveitava quando a garota saia para ir à escola para estupra-la em um matagal no caminho.
A denúncia chegou à Deddica por meio da mãe da adolescente, que descobriu que a filha estava grávida. Na Delegacia, a menina relatou que o tio a ‘pegava’ a força, sempre que saia de casa, para ir ao mercado ou escola. A menina disse que o suspeito a estuprava desde o começo do ano de 2012.
Além do tio, a vítima ainda sofria abuso sexual de Gilvan Gomes dos Santos, 42 anos, ex-cunhado do pai da vítima. O suspeito, que é amigo de Julio Iglesias, também está com prisão preventiva decretada por igualmente molestar sexualmente a garota, usando de ameaças de morte contra ela e a família.
Em depoimento, o pai da adolescente contou que acolheu dentro da própria casa Gilvan, depois que ele brigou com a família. Conforme o pai da vítima, Gilvan morou com a família por cerca de um ano e não desconfiava que Gilvan e Julio abusavam da filha. Um mês antes da família descobrir a gravidez da filha, Gilvan abandou a residência.
Gilvan está foragido e tem passagens por homicídio e tentativa de homicídio, praticados em 2001 e 2011, ambos em Cuiabá.
A adolescente está com dois meses de gestação e não sabe informar qual dos agressores é o pai da criança. A Polícia Civil realiza buscas para localizar o foragido.
Da Assessoria





1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. em nosso brasil está uma baderna as pessoas acusadas de abuso sexual tinha que ser submetida a uma cirurgia de castração para inutilizar este individuo para que não fazer mas vitima senão sempre teremos mas caso semelhante se solução estamos de mãos atada com politicos que fazem leis mediucres

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE