PUBLICIDADE
LUCAS DO RIO VERDE

Homem é preso suspeito de provocar aborto em mulher e jogar feto no lixo em MT

A mulher está em estado grave de saúde e teve que passar por cirurgia para conter a hemorragia decorrente do aborto.

06/07/2022 15h00 | Atualizada em 06/07/2022 16h15

Um homem de 51 anos foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nessa terça-feira (5), em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, por provocar aborto qualificado na mulher dele. Segundo a polícia, a mulher, de 42 anos, está internada em estado grave em um hospital do município.



Os agentes foram acionados pela direção do hospital depois que a mulher deu entrada na unidade em estado grave, aparentando ter sofrido um aborto provocado. Ela estava acompanhada do marido.

Após passar por exames no hospital, foi confirmado que o caso se tratava de aborto de uma gestação de 26 semanas e que o cordão umbilical do bebê havia sido cortado.

Ainda de acordo com a polícia, diante da constatação, uma médica perguntou ao marido da paciente sobre o bebê e ele respondeu que havia jogado no lixo. A profissional mandou que ele buscasse o corpo, que posteriormente foi entregue ao hospital.



Diante dos fatos, a direção da unidade de saúde acionou imediatamente a equipe do Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher da cidade.

No hospital, as investigadoras entrevistaram o companheiro da paciente. Em seguida, ele foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos.

Já a mulher não pôde ser ouvida diante do estado grave em que se encontra. Ela teve que passar por cirurgia para conter a hemorragia decorrente do aborto. O corpo do bebê foi encaminhado para exame de necropsia.

Conforme informações da Polícia Civil, a paciente tem um casal de filhos, uma adolescente de 17 anos e um rapaz de 19. Eles foram ouvidos e a partir dos depoimentos, o delegado Eugenio Rudy Júnior reuniu informações e indícios de autoria e materialidade do crime, sobretudo porque o bebê foi jogado em uma lixeira pública.

O suspeito negou em depoimento que teria realizado o aborto. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de aborto qualificado e será apresentado em audiência de custódia da Justiça, nesta quarta-feira (6).

FONTE: G1 MT



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE