PUBLICIDADE
OPERAÇÃO TORQUEMADA

Operação cumpre mais de 30 mandados contra investigados por homicídio, tortura e roubo em MT

Investigações apuram os crimes ocorridos em abril, quando duas vítimas foram sequestradas, torturadas e levadas à execução por supostamente serem integrantes de uma facção rival.

26/05/2022 18h00 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Uma operação da Polícia Civil deflagrada nesta quinta-feira (26) cumpre 32 mandados de prisão, apreensão e de buscas contra investigados por homicídio, tortura, roubo, entre outros crimes, em Alta Floresta e Carlinda, a 800 km e 724 km de Cuiabá, respectivamente. A ação foi denominada ‘Operação Torquemada’.



De acordo com a polícia, são 12 ordens de prisão, quatro de internação provisória e 16 de busca e apreensão.

O inquérito tramita em segredo de Justiça.

Segundo a polícia, os alvos são investigados também por sequestro, cárcere privado, tortura, roubo majorado, homicídio qualificado consumado e tentado, porte ilegal de arma de fogo, corrupção de menores, ocultação de cadáver, organização criminosa e abandono moral.



As investigações apuram os crimes ocorridos em abril deste ano, quando duas vítimas foram sequestradas, torturadas e levadas à execução por supostamente serem integrantes de uma facção criminosa rival à dos investigados.

Participam da operação as delegacias de Peixoto de Azevedo, Guarantã do Norte, Colíder, Paranaíta, Nova Bandeirantes e Nova Monte Verde, além do apoio aéreo da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

‘Torquemada’

A polícia informou operação faz alusão ao frade espanhol Tomás de Torquemada, notório inquisidor do século 15 e conhecido pela crueldade com que perseguia as pessoas consideradas hereges.

Torquemada torturava os interrogados com a intenção de que confessassem a prática de heresias como bigamia, agiotagem, homossexualidade e bruxaria.

FONTE: G1 MT



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE