PUBLICIDADE
CAPTURADO

Homem que matou desafeto em posto de combustíveis em MT se apresenta à polícia

Os investigadores ainda estão apurando a motivação do assassinato. O crime foi registrado por câmeras de segurança; o suspeito efetuou diversos tiros contra a vítima e fugiu em uma caminhonete

Da Redação

Equipe

03/08/2021 15h31 | Atualizada em 03/08/2021 17h50

Homem que matou desafeto em posto de combustíveis em MT se apresenta à polícia

Reprodução

A Polícia Judiciária Civil (PJC) cumpriu um mandado de prisão preventiva contra um homem acusado de matar um desafeto a tiros no pátio de um posto de combustíveis. O suspeito, de 34 anos, se apresentou na delegacia de Juína (720 km de Cuiabá-MT) no início da tarde desta terça-feira (3), acompanhado do seu advogado.



O crime ocorreu no último sábado (31 de julho), na cidade de Juruena (930 km da Capital), e foi registrado por câmeras de segurança do estabelecimento. A vítima foi identificada como Maycon dos Santos Ronn, 27 anos.

As imagens mostram que o atirador chegou ao local em uma caminhonete. Em seguida, o suspeito desceu do veículo e se deslocou em direção à vítima, que também foi de encontro ao assassino próximo à conveniência do posto. Tudo indica que ambos estariam tendo um desentendimento.

Logo depois, o suspeito sacou uma arma, efetuou vários disparos contra Maycon e fugiu.



Testemunhas que passavam pela região acionaram uma equipe médica para prestar os primeiros socorros ao homem baleado, mas ele não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Civil foi comunicada do ocorrido pouco tempo depois e deu início ao trabalho de apuração para elucidar a dinâmica dos acontecimentos. O corpo de Maycon foi liberado para os exames de necropsia após o término dos procedimentos de análise.

Através das imagens das câmeras do circuito de segurança do posto, foi possível identificar o autor do crime. Ele é empresário do ramo de metalúrgica do município.

Diante das evidências colhidas pelos investigadores, o delegado Marco Bertolotto Remuzzi representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça, no início da tarde domingo (1º). Segundo o responsável pela investigação, a agilidade nas investigações foi fundamental para a captura do suspeito, já que ele não estava mais em situação de flagrante delito.

“A rapidez no trabalho investigativo realizado pelos policiais da Delegacia de Juruena na identificação do suspeito foi fundamental para esclarecimento dos fatos e prisão do autor do crime. Adentramos a noite, para materializar a denúncia, outiva de testemunhas, relatórios policiais que deram base para a representação do mandado de prisão preventiva do suspeito que foi protocolada nas primeiras horas de domingo e expedida poucas horas depois”.

A motivação do crime será apurada em inquérito policial que continua em andamento pela Delegacia de Juruena.

Veja o vídeo:



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE