PUBLICIDADE
OPERAÇÃO ANIMUS FRAUDANDI

Operação da PF que apura fraude em auxílio emergencial cumpre mandado em MT

Os trabalhos da força tarefa para combater a organização criminosa também estão sendo realizados nos estados da Bahia, Ceará, Santa Catarina, Pará e Maranhão

Da Redação

Equipe

22/07/2021 10h11 | Atualizada em 22/07/2021 15h16

A Polícia Federal (PF) cumpriu, na manhã desta quinta-feira (22), em Rondonópolis (210 km de Cuiabá-MT), mandados de busca e apreensão contra suspeitos de integrar um esquema que teria cometido fraudes nos benefícios emergenciais pagos pelo Governo Federal durante a pandemia. Os trabalhos fazem parte da Operação Animus Fraudandi.



A força tarefa nacional também está sendo realizada nos estados da Bahia, Ceará, Santa Catarina, Pará e Maranhão. Ao todo, 120 agentes da PF participarão das ações para cumprir as 29 ordens de busca e apreensão e de sequestro de bens. Aproximadamente R$ 60 mil foram bloqueados pela Justiça.

Os objetivos da atuação interinstitucional conjunta são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a responsabilização de seus integrantes, além de recuperar os valores para o erário.

A operação foi batizada Animus Fraudandi, expressão latina que significa intenção de fraudar, que remete ao caráter fraudulento e intencional dos desvios de valores identificados no curso das investigações.



Os trabalhos realizados são resultantes de uma união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE