PUBLICIDADE

Polícia - Página 1581

Polícia Civil incinera mais de 1 ton. de drogas apreendidas neste ano

Polícia Civil incinera mais de 1 ton. de drogas apreendidas neste ano

Um total de 1.175 quilos de drogas apreendidas nos anos de 2012 e 2013 foi incinerado pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta sexta-feira (25), na fornalha da empresa Sperafico da Amazônia, na Rodovia dos Imigrantes, no Distrito Industrial, em Cuiabá. A droga foi transportada sob escolta de policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) e policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes.

Policiais e agentes controlam princípio de motim em cadeia de Sorriso

Policiais e agentes controlam princípio de motim em cadeia de Sorriso

Agentes prisionais, que estavam de folga, e policiais militares foram acionados, esta manhã, pela direção do Centro de Ressocialização de Sorriso. Segundo informações de uma fonte, os presos da unidade se rebelaram e um princípio de motim foi registrado. A confusão começou quando os presos estavam se dirigindo para a área de "banho de sol".

Foragido do Presídio da “Mata Grande” é recapturado pela polícia em Rondonópolis

Foragido do Presídio da “Mata Grande” é recapturado pela polícia em Rondonópolis

Valquiria Castil - Da redação com Assessoria   Um homem que estava foragido do Presídio Major Eldo Sá Correia, em Rondonópolis (217 km da Capital) foi recapturado pela Polícia Militar nesta manhã de sexta (25). A prisão se trata de Jones Oliveira dos Santos, 28, que foi denunciado de que estaria escondido em uma residência da BR 364, no Distrito de Boa vista. 

Polícia detém suspeito por porte ilegal de arma de fogo em Rondonópolis

Polícia detém suspeito por porte ilegal de arma de fogo em Rondonópolis

Valquiria Castil - Da Redação com Assessoria  Um rapaz foi detido por porte ilegal de arma de fogo em Rondonópolis (217 km de Cuiabá) nesta quinta-feira (24). O suspeito é o Paulo Fabricio Ortega Guimarães, 21, que se mostrou nervoso e saiu em fuga ao ver a Polícia Militar (PM) fazendo rondas próximas a um bar .

Bicheiro é condenado à 19 anos de prisão por morte de empresário

Bicheiro é condenado à 19 anos de prisão por morte de empresário

O Tribunal do Júri condenou o bicheiro João Arcanjo Ribeiro a 19 anos de prisão pelo assassinato do empresário Domingos Sávio Brandão, dono do jornal Folha do Estado, ocorrido em 30 de setembro de 2002. Quatro dos jurados consideraram o réu culpado e três não foram convencidos pelo Ministério Público e votaram pela absolvição. 

Várzea Grande terá novo Comandante

Várzea Grande terá novo Comandante

Seguindo a dinâmica de "oxigenar" e dinamizar a cúpula de comandantes da Polícia Milita, será realizada na próxima sexta-feira (25), ás 08h30 no pátio do Quartel do 2º Comando Regional (2° CR), a solenidade de troca de comando da Polícia Militar em Várzea Grande.

Mais de 35 pessoas foram presas em operação da GAECO em Mato Grosso

Mais de 35 pessoas foram presas em operação da GAECO em Mato Grosso

  Dos 50 mandados de prisão expedidos nesta quinta-feira (24), durante a 'Operação Ad Sumus', realizada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), 35 foram cumpridos. Desse montante, cinco referem-se a prisões ocorridas nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Rondônia. Foram apreendidos também drogas e armas . As buscas em relação ao restante do grupo continuam.   Em Mato Grosso, 150 agentes do Gaeco e da Polícia Militar participaram da operação. O trabalho contou com o apoio do Comando Regional IV e VII da PM, Diretoria da Agência Central de Inteligência, Rotam, 25º Batalhão da PM, Batalhão Policial de Guarda, Gefron e Promotorias de Justiça de Rondonópolis, Sapezal, Poxoréo e Poconé. Os Gaecos de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rondônia e o GNCOC (Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas) também estão envolvidos na operação.   De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público de Mato Grosso, dos 50 acusados de envolvimento com o PCC no Estado, 19 já estavam presos na Penitenciária Central, Mata Grande, entre outras unidades prisionais. O grupo foi denunciado por associação ao tráfico de drogas e formação de quadrilha. Um dos integrantes também responderá por homicídio ocorrido no município de Poxoréo.   Segundo informações do Gaeco, a denúncia, já recebida pela Vara Especializada Contra o Crime Organizado da Capital, é resultado de investigações realizadas entre março de 2012 a junho de 2013. Nesse período, algumas prisões foram efeutadas. Em março deste ano, por exemplo, uma operação realizada pelo Gaeco resultou na prisão de um dos líderes do PCC em Mato Grosso, João Batista Vieira dos Santos. Na ocasião, ele foi preso com mais de uma tonelada de maconha.   Na denúncia, o Gaeco também relata outros fatos criminosos envolvendo o PCC. Entre eles, estão a apreensão de um veículo Mercedes Bens em Várzea Grande; tentativa de homicídio contra três jovens no bairro Doutor Fábio em Cuiabá; homicídio em Poxoréo, apreensão de veículo que viria com droga para Mato Grosso na divisa com o Paraguai; e ações contra estabelecimentos bancários e comerciais na região sul do Estado.   “A maioria dos delitos ocorreu em Cuiabá e Várzea Grande, contudo, vários crimes vergastaram municípios do interior, com destaque para Rondonópolis. Parte das atividades delituosas desembocaram suas nefastas consequências em outros estados da Federação, sobretudo Rondônia e Mato Grosso do Sul”, diz um trecho da denúncia do Ministério Público.   FUNCIONAMENTO: Conforme o Gaeco/MT, a atuação do PCC em Mato Grosso começou em 1999, quando o atual líder 'Marcola' permaneceu detido por cerca de seis meses na Penitenciária Central do Estado após ter promovido um roubo de aproximadamente R$ 6 milhões da agência matriz do Banco do Brasil, em Cuiabá. No mesmo ano, no dia dia 05 de junho, 'Marcola' e outros dois presos fugiram pela porta da frente do presídio.   Desde então, o grupo vem tentando se organizar e fortalecer a facção no Estado. Entre os recursos utilizados pelos criminosos estão 'teleconferências', onde os integrantes se interagirem em tempo real. “O PCC possui estatuto próprio e regras rígidas. Cada “irmão” deve contribuir com o pagamento de uma taxa mensal, esteja ele preso ou em liberdade. O dinheiro arrecadado é usado para compra de armamento e drogas, além de financiar a fuga ou resgate de integrantes da facção criminosa”, diz um trecho da denúncia do MP.   Atualmente, segundo o Gaeco, estima-se que existam mais de 100 integrantes atuando no Estado. Alguns deles, mesmos presos, continuam praticando delitos. Para se tornar integrante do “sindicato do crime”, o candidato deve ser apresentado por um membro e ser “batizado”, tendo como padrinhos três “irmãos”. Em seguida, precisa cumprir diversas exigências da organização.   Assessoria

Gaeco deflagra operação para prender integrantes do PCC em MT

Gaeco deflagra operação para prender integrantes do PCC em MT

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), deflagrou nesta quinta-feira (24), a 'Operação Ad Sumus', que tem como alvo integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), que atuam em municípios de Mato Grosso e em outros estados.

Acusado de agredir companheira com facão é preso pela Polícia Civil em Aripuanã

Acusado de agredir companheira com facão é preso pela Polícia Civil em Aripuanã

Um homem acusado de violência doméstica foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quarta-feira (23), em Aripuanã (1.002 km a Noroeste). O acusado Miguel Cardoso Benedito, 34, foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva pelos crimes de lesão corporal, ameaça e tentativa de homicídio, cometidos contra a companheira.