PUBLICIDADE
ÁGUA BOA

Polícia prende homem suspeito de cometer estupros em série no interior

Conforme as investigações, o homem utilizava uma bicicleta e agia durante a madrugada, invadindo residências onde moravam mulheres e crianças

Da Redação

Equipe

30/06/2020 14h07 | Atualizada em 01/07/2020 08h50

Polícia prende homem suspeito de cometer estupros em série no interior

Internet

Um homem de 58 anos foi preso em flagrante nesta segunda-feira (29), acusado de cometer uma série de estupros no município de Água Boa (730 km de Cuiabá-MT). A Polícia Judiciária Civil (PJC) representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça Estadual. Ele também será indiciado pelos crimes de furto e invasão de domicílio.



A Polícia Civil tomou conhecimento do caso após receber a denúncia de uma mulher de 26 anos. A vítima contou que foi rendida pelo criminoso, que teria invadido a sua residência após pular a janela do imóvel. Segundo o relato, o agressor teria obrigado a mulher tirar a roupa para que ele não molestasse a sua filha, de apenas 3 anos. Em seguida, a moradora foi levada para a sala e acabou sendo abusada sexualmente.

Durante o trabalho de buscas, os policiais civis identificaram o suspeito por meio de imagens captadas próximo ao local do fato. Nas imagens, ele aparece andando em uma bicicleta com as mesmas vestimentas informadas pela vítima. Em diligências para tentar localizá-lo, a equipe da PJC foi até a residência de um parente do homem, mas ele não foi encontrado.

Uma conhecida da família que estava no local revelou aos agentes de segurança que também tinha sido vítima de estupro praticado pelo mesmo homem dias atrás e que não o denunciou por medo.



Diante das informações, os investigadores saíram do local, mas continuaram com o monitoramento da área. Poucas horas depois, o acusado chegou na casa e foi surpreendido pelos policiais. Ele tentou se esconder no banheiro da residência, todavia, foi detido e encaminhado para a delegacia. Ao ser questionado sobre a bicicleta utilizada no crime, o homem informou que a mesma estava escondida em um matagal. O veículo foi apreendido.

De acordo com o delegado Gutemberg de Lucena Almeida, o criminoso utilizava o mesmo modus operandi para praticar os delitos, que ocorriam nas madrugadas. As investigações apontam que o suspeito se dirigia até as residências onde moravam mulheres e crianças e que, quando não conseguia consumar o ato sexual, o acusado levava objetos pessoais das vítimas.

O delegado destacou o trabalho da equipe policial na busca pelo criminoso e na coleta de provas e informações, assim como a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), para o embasamento técnico e êxito das investigações. “A Politec auxiliou no trabalho de identificação de imagens e trabalha agora na análise e avaliação de eventual material genético nas vestimentas”.

Após os procedimentos de praxe, o homem foi encaminhado para a Penitenciária Major Zuzi Alves da Silva, onde segue à disposição da Justiça.

 

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE