PUBLICIDADE
TRABALHO INTEGRADO

Quatro envolvidos em confronto com policiais da Rotam são presos na Capital

Segundo a polícia, o bando é especializado em arrombamento de caixas eletrônicos; um integrante do grupo morreu na troca de tiros

João Freitas

Repórter

26/05/2020 15h04 | Atualizada em 27/05/2020 09h42

Quatro envolvidos em confronto com policiais da Rotam são presos na Capital

Internet

Por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), a Polícia Judiciária Civil (PJC) prendeu, na tarde desta segunda-feira (25), em Cuiabá-MT, quatro homens suspeitos de envolvimento em uma troca de tiros com agentes da Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam). O confronto ocorreu na zona rural da Capital e resultou na morte de um criminoso. Um policial ficou ferido no tiroteio.



De acordo com delegado Flávio Stringuetta, a organização possuía um arsenal pesado, com armas de grosso calibre, e seria especializada em arrombamento de caixas eletrônicos, já que todos os integrantes do grupo têm passagens pela polícia por crimes da mesma natureza. O bando é apontado pela GCCO como responsável por duas explosões de terminais de autoatendimento, sendo em uma drogaria no Posto Trevisan, em Cuiabá, e a outra no mercado Bom Gosto, em Várzea Grande.

“Tudo leva a acreditar que esses criminosos [que teriam participado das duas ocorrências] foram detidos ontem. Em ambos os casos, foram utilizadas armas dos mesmos calibres. Porém, em nenhuma das duas ações a quadrilha obteve lucro, já que o dinheiro levado saiu manchado com tinta vermelha”, comentou Stringuetta.

Os acusados foram localizados em uma residência no bairro Barbado, na Capital. Conforme a delegada Juliana Palhares, os investigadores encontraram quatro armas de fogo – uma delas roubada da Polícia Rodoviária Federal (PRF) – e uma maleta bloqueadora de sinais. Ainda segundo a delegada, o bando utilizou carros roubados para executar as explosões dos caixas eletrônicos.



Juliana Palhares destacou que a troca de informações entre as polícias Civil e Militar foi fundamental para a captura dos suspeitos. “Essas prisões são frutos de um trabalho integrado e coeso das forças de segurança. A mensagem que a gente deixa é que as instituições de segurança pública estão juntas e empenhadas no enfrentamento dessa modalidade de crime”.

Os suspeitos foram autuados por associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo.

A polícia investiga se há outros envolvidos com a organização criminosa.

Tiroteio

No início da manhã de ontem (25), a Rotam estava em perseguição a um grupo de criminosos, que estava em uma caminhonete branca roubada, modelo Toyota Hilux, na região do Morro de São Jerônimo. Em um determinado momento, os suspeitos trocaram tiros com os militares e abandonaram o veículo logo em seguida.

Os policiais foram até o automóvel utilizado pelos bandidos e encontrou um dos membros da quadrilha caído, já sem vida. Os demais integrantes do bando fugiram para uma região de mata.

Agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram acionados para auxiliarem nas buscas pelos criminosos.

 

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE