PUBLICIDADE
COLÍDER-MT

Bebê é encontrado morto com marcas no pescoço; mãe disse que criança engasgou com leite

Os pais da criança foram agredidos por vizinhos, que denunciaram o casal por maus tratos; o laudo com as causas da morte deve sair nos próximos dias

João Freitas

Repórter

12/02/2020 16h47 | Atualizada em 13/02/2020 12h13

Bebê é encontrado morto com marcas no pescoço; mãe disse que criança engasgou com leite

Divulgação

Um menino de apenas dois meses, identificado como Arthur Gabriel Amorim de Almeida, foi encontrado morto na manhã desta terça-feira (11), na cidade de Colíder (650 km de Cuiabá–MT). Segundo a mãe da criança, uma jovem de 15 anos, o bebê se engasgou com o leite materno. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.



Conforme as informações obtidas, o Corpo de Bombeiros foi acionado por volta de 8h para tentar socorrer a criança. No entanto, Arthur já estava sem vida no momento em que a equipe médica chegou ao local.

Uma guarnição da Polícia Militar também se dirigiu até a residência onde o caso foi registrado. Aos agentes, a mãe e o pai do bebê, de 17 anos, reiteraram a versão dada inicialmente e alegaram que o filho do casal começou a sufocar com o leite.

Comunicada do fato, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) realizou os primeiros procedimentos de apuração e análise do caso. O corpo de Arthur foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).



De acordo com as primeiras impressões, a vítima apresentava hematomas no pescoço, o que pode indicar que a criança teria sido asfixiada. O laudo técnico que vai apontar as causas da morte deve sair nos próximos dias.

Os pais do bebê foram conduzidos até a delegacia de polícia, onde prestaram depoimento e foram liberados logo em seguida. Os suspeitos foram agredidos por moradores da região, que ficaram revoltados com o ocorrido. Os vizinhos relataram à polícia que o casal já tinha sido denunciado por maus tratos.

O velório foi realizado na casa dos avós maternos da vítima. Os adolescentes não compareceram à cerimônia temendo represálias da população.

 

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE