PUBLICIDADE
OPERAÇÃO SALUTEM

Operação no Nortão prende 17 acusados de homicídios, roubos e furtos

Os suspeitos também teriam envolvimento com o tráfico de drogas; as ações das forças de segurança foram realizadas em 10 cidades

Da Redação

Equipe

14/01/2020 11h08 | Atualizada em 14/01/2020 14h57

Operação no Nortão prende 17 acusados de homicídios, roubos e furtos

Assessoria

Deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) para reduzir a criminalidade na região norte do Estado, a Operação Salutem cumpriu 17 mandados de prisão contra suspeitos de envolvimento em crimes como homicídios, roubos, furtos e tráfico de drogas. A força tarefa foi realizada entre os dias 9 e 11 de janeiro.



No período, ainda foram registrados 44 boletins de ocorrências e 75 pessoas foram conduzidas para a delegacia. As forças de segurança também recuperaram dois veículos que haviam sido roubados e apreendeu armas de fogo, 199 adesivos de LSD, entre outros entorpecentes. 106 notificações de trânsito foram contabilizadas na operação.

Além de Sinop, as ações policiais contemplaram as cidades Tapurah, Itanhangá, Feliz Natal, Sorriso, Nova Ubiratã, União do Sul, Santa Carmem, Cláudia, Ipiranga do Norte e Vera.

O secretário da Secretaria Adjunta de Integração Operacional (Saiop), coronel da Polícia Militar Victor Fortes, destaca que a primeira operação do ano surtiu efeito positivo para a população da região.



“A prisão dos suspeitos é importante para proporcionar a sensação de segurança para a sociedade. Unimos as nossas forças policiais junto com outros órgãos, federais e municipais, para realizarmos um trabalho amplo na repressão e prevenção da criminalidade. Nossas ações se concentraram nas áreas centrais dos municípios e também na zona rural e periferia”.

Participam da operação profissionais da Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), Politec, Detran, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Sistema Penitenciário, Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Prefeitura de Sinop.

 

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE