PUBLICIDADE
TRISTEZA

Menino de 2 anos espancado pelo padrasto morre após duas semanas internado

A criança sofreu um traumatismo crânio encefálico e teve morte cerebral. O suspeito está detido e deve responder por homicídio qualificado

João Freitas

Repórter

02/12/2019 10h27 | Atualizada em 02/12/2019 16h22

Menino de 2 anos espancado pelo padrasto morre após duas semanas internado

Reprodução/Internet

Morreu neste domingo (1º), no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), o garoto de 2 anos, que havia sido espancado pelo padrasto, na cidade de Juína (720 km da Capital). Júnior Ribeiro Ferreira estava internado há duas semanas, mas não resistiu e teve morte cerebral confirmada.



Em virtude das agressões sofridas, a criança sofreu um traumatismo crânio encefálico. Os médicos constataram que a vítima não apresentava atividade cerebral desde a semana passada, porém, os familiares tinham esperanças, já que o coração seguia batendo.

O corpo do menino foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde passará por exames de necropsia.

Espancamento



A criança foi levada pela mãe, uma adolescente de 17 anos, até uma UPA. A menor alegou que o filho sofreu uma queda e bateu a cabeça contra uma pedra. No entanto, a equipe médica do local desconfiou do relato, devido aos diversos ferimentos apresentados pela vítima e acionou a polícia.

De acordo com os profissionais de plantão do local, o garoto chegou em estado gravíssimo e teve um traumatismo crânio encefálico, além de apresentar hematomas no tórax e nos braços. Ele foi intubado e teve que ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Cuiabá.

Investigadores da Polícia Civil ouviram a mãe e o padrasto da criança, que reiteraram a versão ao dar entrada na UPA.

No entanto, cinco dias depois, Igor Campos de Almeida, 18 anos, teve um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça cumprido pela Polícia Civil. Ele confessou o crime aos agentes e alegou ter agredido o menino sem motivos.

Igor está detido no Centro de Detenção Provisória de Juína e deve responder por homicídio qualificado.

 

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE