PUBLICIDADE
ESTUPRO DE VULNERÁVEL

Pai suspeito de abusar sexualmente da filha de 13 anos é preso em Várzea Grande

Vítima contou que vinha sendo molestada pelo suspeito há certo tempo. Ela passou por exame de corpo delito e recebeu atendimento psicológico

Da Redação

Equipe

23/08/2019 16h28 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Pai suspeito de abusar sexualmente da filha de 13 anos é preso em Várzea Grande

Reprodução/Internet

Um pai acusado de abusar sexualmente da própria filha foi preso pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, na quinta-feira (22.08), logo após ter o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça.



As diligências iniciaram na quarta-feira (21.08), após a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, receber denúncia de abuso sexual contra uma menina de 13 anos, cometido pelo genitor da vítima.

Com base nas informações, os policiais civis junto com o Conselho Tutelar, foram até a escola onde a menor estuda. Na ocasião, a adolescente foi atendida e durante oitiva acabou confirmando os abusos sofridos.

Em entrevista, a menina ainda demonstrou que vem sendo violentada sexualmente pelo pai, há certo tempo. Ainda, como outro elemento de prova, foram encontradas gravadas conversas íntimas, entre o suspeito e a filha.



A vítima também foi submetia a exame de corpo delito, bem como foi encaminhada ao Núcleo de Atendimento às Vítimas de Assistência Social do município de Várzea Grande, onde passará por profilaxia e atendimento psicossocial.

Diante da gravidade dos fatos, a Polícia Civil representou pelo mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro, deferido pela Justiça.

Imediatamente de posse da ordem judicial, a equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, logrou êxito em localizar e prender o suspeito, na tarde de quinta-feira (22). 

De acordo com a delegada Mariel Antonini Dias, toda a ação contou com acompanhamento do Conselho Tutelar, visando o resguardo dos direitos da adolescente. “É muito gratificante quando conseguimos desenvolver um trabalho célere, que garante resposta eficiente à vítima, retirando-a da situação de violência a que estava submetida”, destacou a delegada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande.

O nome do suspeito não foi informado para preservar a vítima menor de idade.

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE