PUBLICIDADE
CAVEIRA

Ex-comandante do Bope e do Gefron assume o comando geral da Polícia Militar

O novo comandante da Polícia Militar tem 23 anos de serviços prestados na instituição

Jefferson Oliveira

Jornalista

10/01/2019 13h05 | Atualizada em 11/01/2019 09h32

Ex-comandante do Bope e do Gefron assume o comando geral da Polícia Militar

Secom

Toma posse na noite desta quinta-feira (10) no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, o coronel Jonildo José de Assis, que substituirá o coronel Marcos Vieira da Cunha, no mais alto posto da instituição. Assis já esteve comandando batalhões de elite da Polícia Militar, entre eles o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e também o Grupo Especial de Fronteira (Gefron).



Coronel Assis comandando o Bope (Foto: Katiana Pereira)

Assis atualmente ocupava o cargo de secretário de Integração Operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). A frente do Bope, Jonildo Assis desenvolveu o trabalho de qualificação dos policiais com cursos e palestras, que levou a unidade a ser destaque entre os batalhões especializados, além de atuar no combate ao crime de “novo cangaço” que ocorria em Mato Grosso.

Em 2013 a frente da unidade, o comandante explicou que em dois anos, foram realizados pelo menos 18 cursos promovidos pelo Bope, dentre eles: Gerenciamento para Segurança em Grandes Eventos, Técnico Profissional em Explosivos e Atirador Policial de Precisão.

Na época, o então major salientou que toda essa capacitação permitiu aos policiais da unidade, assim como toda a Polícia Militar, prestar um serviço com maior qualidade técnica e profissional.



Em quase três anos de comando, o major Assis destacou as conquistas obtidas, dentre elas a realização dos cursos de Atirador de Precisão e Ações Táticas (CAT) e outros promovidos por meio de intercâmbio entre outros estados e países. “Foi um orgulho para mim, ‘caveira’, comandar essa unidade. Uma honra compartilhar o cotidiano com esses homens dotados de disciplina consciente e muita lealdade”, considerou Assis.

Gefron

A frente do Gefron o comandante obteve diversos resultados positivos na produtividade e avanços como;  fortalecimento do núcleo de Inteligência, implantação da Instrução do Nivelamento do Conhecimento (Incs), implantação do Curso de Policiamento de Fronteira (CPfron), criação e aquisição do novo fardamento completo para todo efetivo.

Durante os dois anos no comando da unidade foram confeccionados 649 boletins de ocorrências, 746 brasileiros conduzidos a delegacia e 70 bolivianos presos.  115 foragidos da justiça foram recapturados na região de fronteira, aproximadamente seis toneladas de drogas apreendidas. O Gefron sob o comando do tenente coronel Assis ainda recuperou 508 veículos, realizou a apreensão de 109 armas e 4.137 munições.

Assis a frente do Gefron (Foto: Jefferson Oliveira)

“Aqui nós atuamos em toda região de fronteira que é muito grande e é um desafio enorme, tendo em vista, que todo material ilícito é tentado passar das mais variadas formas, mas temos atuado e conseguido um ótimo resultado em prisões e apreensões”, disse o comandante ao Circuito Mato Grosso.

Posto de coronel

Com 23 anos de serviços prestados na Polícia Militar, Assis foi promovido ao posto de coronel por merecimento  no dia 21 de abril de 2017.

O coronel Assis é da 2° turma do Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Academia Costa Verde, turma “AD SUMUS”, e agradeceu a promoção, ““Uma promoção é esperada por todo militar quando entra na academia de Polícia Militar, alcançar o posto mais alto, eu recebi com enorme alegria e satisfação essa notícia, o que motiva ainda mais para continuar trabalhando e desenvolvendo ações para a segurança da sociedade”.

Leia mais:

 

 

.


Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE