PUBLICIDADE
EM VÁRZEA GRANDE

Criminoso de alta periculosidade é preso com arma, munições e veículo roubado

Em seu histórico criminal, Joel Witral, também ostenta o fato de ser um dos foragidos da Cadeia Pública de Poconé

Da Redação

Equipe

19/09/2018 14h31 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Criminoso de alta periculosidade é preso com arma, munições e veículo roubado

Divulgação

Um criminoso, considerado de alta periculosidade, foi preso em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, na tarde de terça-feira (18), em ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG). O acusado, Joel Witral da Silva, 32, conhecido como “Vita” ou “Ìtalo”, possui condenação por homicídio e roubo e foi flagrado em posse de arma de fogo, munições e de um veículo roubado.

Em seu histórico criminal, Joel Witral, também ostenta o fato de ser um dos foragidos da Cadeia Pública de Poconé, durante resgate ocorrido no ano de 2005, situação que, a época, culminou no homicídio de um policial civil.

A prisão do suspeito aconteceu após a equipe de investigadores da Derf-VG receber informações sobre uma residência, no bairro Parque do Lago, onde estaria escondido um veículo, produto de roubo. Com base na denúncia, os policiais foram até o endereço, onde surpreenderam o suspeito em posse de um revólver calibre 38, com numeração suprimida e seis munições intactas.

Em buscas no interior da residência, os policiais encontraram um veículo Ford Ka, roubado no dia 09 de setembro, no pátio de um posto, na Avenida da Feb. Na ocasião do roubo, três criminosos (dois homens e uma mulher) em posse de arma de fogo, renderam a vítima e subtraíram além do veículo, dinheiro e o aparelho celular da vítima.

Na delegacia, a vítima reconheceu a arma apreendia em poder do suspeito, como a mesma utilizada no roubo. Segunda a delegada, Elaine Fernandes da Silva, Joel Witral, foi condenado a mais de 20 anos de reclusão pela prática de homicídio qualificado e de roubo majorado e respondia em liberdade condicional pelos crimes.

 “Ele é um suspeito de alta periculosidade, que age com deboche quanto a sua situação com a Justiça, dizendo que evita aparecer na linha de frente das ações criminosas, mas fornece armamento para seus comparsas praticarem roubos”, disse a delegada.

Após ser interrogado, o suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de porte de arma de fogo com numeração suprimida, posse ilegal de munições e receptação.

 

.

FONTE: Assessoria-PJC

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE