PUBLICIDADE
INVESTIGAÇÃO CONTINUA

Única presa pela morte de bancária é transferida para presídio de Benfica

A advogada de Renata, Valéria Vieira também negou a participação de sua cliente em qualquer procedimento cirúrgico

Jefferson Oliveira

Jornalista

18/07/2018 14h09 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Única presa pela morte de bancária é transferida para presídio de Benfica

Fabiano Rocha Agência O GlobO

Renata Fernandes Cirne, 20, presa no último domingo (15) suspeita de ter participado do procedimento cirúrgico que resultou na morte da bancária Lilian Quézia Calixto de Lima, 46, por parada cardiorrespiratória, foi transferida da 16ª DP (Barra da Tijuca) para o presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (17).



A jovem é acusada pela Polícia Civil de atuar como técnica de enfermagem nos procedimentos ilegais praticados pelo seu namorado o médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Doutor Bumbum. A jovem já havia prestado depoimento para a delegada Adriana Belém que preside o inquérito e alegado inocência informando que trabalhava apenas como recepcionista da clínica clandestina.

A advogada de Renata, Valéria Vieira também negou a participação de sua cliente em qualquer procedimento cirúrgico.

“Ela era paga para atender telefone, trabalhava como recepcionista no local, e era subalterna do patrão, e fazia apenas o que ele pedia. Atender telefone não é crime. Quanto ao fato dela beijar o acusado (Doutor Bumbum) esporadicamente não a torna partícipe ou coautora de crime algum”, explicou Valéria.



Já a delegada Adriana Belém afirmou a imprensa que Renata sabia do que acontecia dentro do estabelecimento e testemunhas que já passaram pelas mãos de Denis afirmaram que a jovem também atuava nos procedimentos realizados pelo Doutor Bumbum, o que a coloca como partícipe do incidente que tirou a vida de Lilian.

Foragidos

Tanto Denis Cesar Barros Furtado, quanto sua mãe Maria de Fátima Barros são considerados foragidos da justiça e tiveram nesta terça-feira, os pedidos de habeas corpus emitido pela defesa, negados pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

O pedido de prisão temporária de 30 dias foi pedido pela delegada Adriana Belém e acatado pela justiça. Mãe, filho e Renata poderão responder pelos crimes de associação criminosa e homicídio qualificado.

Nesta quarta-feira (18) o Disk-Denúncia anunciou recompensa no valor de R$ 1 mil para quem enviar informações que possam levar a polícia até o paradeiro de Denis e Maria de Fátima.

A ordem de prisão temporária foi determinada pela 1ª Vara Criminal da Capital. As informações sobre a localização dos dois foragidos podem ser enviadas pelo WhatsApp ou Telegram do Disk Denúncia (21) 98849-6099; ou na Central de Atendimento do Disque Denúncia: (21) 2253-1177.

A advogada Naiara Baldanza que realiza a defesa do Doutor Bumbum em nota divulgada na tarde de terça (17) informou que qualquer acusação contra seu cliente neste momento é precoce e que seu cliente sempre teve boa conduta e reconhecimento profissional.

"Qualquer conclusão acerca da morte de Liliam Calixo (sic) e a eventual responsabilidade do meu cliente sobre essa fatalidade é precoce... Infelizmente, existem fatalidades que transcendem ao entendimento humano. Saliento que o Dr. Denis é um dos médicos que mais realiza bioplastias no Brasil, de modo que fazer um juízo de valor a acerca de sua conduta profissional, em razão de uma circunstância isolada, que não necessariamente tenha relação com o procedimento estético realizado, não me parece razoável”, escreveu.

“Muitas das informações que estão circulando na internet e redes sociais acerca do médico são inverídicas", completou Naiara.

Diligências estão sendo realizadas no estado a fim de localizar os foragidos.

Morte de bancária

Lilian Quézia Calixto de Lima desembarcou no Aeroporto Internacional Tom Jobim no sábado (14), onde no mesmo dia passaria pelo procedimento cirúrgico para colocar silicone nas nádegas.

Denis realizou uma bioplastia em Lilian para aplicação do biossimetric, um PMMA do mercado médico, reconhecido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que é homogêneo com pH equivalente ao do organismo, o que reduz as dores no paciente durante a aplicação.

Durante o procedimento cirúrgico, Lilian passou mal e foi encaminhada às pressas por Denis e Renata em um veículo particular do médico para o conceituado Hospital Barra D'Or. Lilian deu entrada na unidade apresentando embolia pulmonar, ficou internada na unidade até o início da madrugada de domingo (16) quando não resistiu às complicações e acabou morrendo.

A bancária teria pagado o valor de R$ 20 mil para realizar o procedimento estético reparador. Após o ocorrido, Denis fugiu, deixando para trás o seu veículo e Renata foi presa em um condomínio.

A bancária foi velada nesta terça-feira em Cuiabá e reuniu na cerimônia amigos e parentes que emocionados acompanharam e se despediram da vítima de Denis. Já na manhã desta quarta-feira (18) uma carreata foi realizada pelas ruas de Cuiabá, que seguiu até o cemitério Bom Jesus onde Lilian foi enterrada.

Leia mais:



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE