PUBLICIDADE
AGIA PRÓXIMO A ESCOLAS

Polícia Civil prende estuprador de crianças que atacava de moto

Cid Mauro da Silva tem 45 anos e é apontado pelos investigadores como autor de oito estupros, sete confessados por ele

Da Redação

Equipe

11/07/2018 09h43 | Atualizada em 11/07/2018 09h56

Um homem investigado pela autoria de pelo menos oito estupros contra crianças a caminho de escolas na capital foi preso em ação da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e Adolescente (Deddica), da Polícia Judiciária Civil na segunda-feira (09), enquanto ele realizava uma visita no Pronto Socorro de Cuiabá.

O suspeito, identificado como Cid Mauro da Silva, 45 anos, foi interrogado na terça-feira (10). Ele confessou a autoria de sete estupros – dos oito a ele atribuídos – e apontou com riqueza de detalhes suas ações criminosas.

“As vítimas eram levadas para região da ponte de ferro, onde eram sexualmente violentadas e depois deixadas próximo às suas casas”, conforme consta em relatório policial.

Na representação pela prisão do suspeito, o delegado titular da Deddica, Daniel Lemos Valente, justifica se tratar de um maníaco “que age de maneira cirúrgica, em uma mesma região geográfica [Grande Morada da Serra: bairros Doutor Fábio, Novo Paraíso, região do barreiro branco, próximo ao lixão], que elegia como vítimas crianças dos sete aos 12 anos de idade em situação de vulnerabilidade e desacompanhadas dos responsáveis”.

Em algumas oportunidades, o suspeito oferecia para as crianças pequenas quantias em dinheiro ou presentes para que subissem em sua motocicleta, enquanto em outras usava de grave ameaça e até agressão física para que as vítimas seguissem com ele.

O acusado era procurado desde 2014, quando começou a fazer suas vítimas em Cuiabá, prosseguindo nos anos seguintes.

Em razão da idade precoce das vítimas e da dificuldade delas de apontar detalhes que auxiliassem os trabalhos de investigação, a identificação do suspeito foi dificultada. Um retrato falado do estuprador chegou a ser divulgado pela Polícia Civil, o que auxiliou nos trabalhos para futura identificação.

Em 2018, Cid Mauro agiu novamente. Na ocasião, a vítima relatou que ele usava a camisa de uma empresa de turismo que fechou suas portas no ano passado. A equipe de investigadores da Deddica localizou a antiga proprietária, que forneceu a lista dos funcionários do estabelecimento, possibilitando a qualificação do estuprador.

Foram localizadas e apreendidas em posse do suspeito a camiseta da empresa de turismo, bem como a motocicleta Titan Preta utilizada por ele para abordar as vítimas. Cid Mauro foi encaminhado para audiência de custódia, onde a prisão temporária foi convertida em preventiva.

O suspeito possuía outros dois mandados de prisão em aberto na cidade de Campo Grande (MS), os dois por estupro, sendo um deles contra uma vítima criança.

Mais vítimas

Em razão da potencialidade criminosa do investigado, de acordo com o delegado Daniel Lemos Valente, o apelo é para que pais que tiveram filhos vítimas de outros delitos sexuais na região metropolitana entrem em contato com a Deddica.

A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente está localizada na Avenida Dante de Oliveira, S/n, bairro Planalto e o telefone de contato é o (65) 3901-5700.

.

FONTE: Assessoria

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE