PUBLICIDADE
DERFVA

Integrante de organização criminosa é preso e confessa sete assaltos de veículos

Em entrevista, o suspeito confessou a participação em diversos roubos e na tentativa de homicídio contra a equipe da Polícia Civil

Da Redação

Equipe

07/12/2017 16h44 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Integrante de organização criminosa é preso e confessa sete assaltos de veículos

Reprodução

Integrante de um grupo criminoso articulado para cometer roubos de veículos em Cuiabá, Davi Dias de Oliveira Porto, 20, confessou sete assalto, após prisão da  Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), da Polícia Judiciária civil, na tarde de quarta-feira (06).

Davi Dias de Oliveira Porto, 20, estava com mandado de prisão preventiva decretado pelo crime de roubo. Investigado por disparar arma de fogo contra policiais civis, o jovem foi autuado em flagrante por associação criminosa e assumiu sete assaltos cometidos com subtração de veículos.

O jovem é apontado como participante de vários roubos, sendo: uma caminhonete Hilux de cor preta praticado no dia 26 de outubro, na Avenida Marechal Floriano Peixoto, Centro Norte da capital;  uma Saveiro branca tomada após assalto de uma residência no bairro Bela Vista, no mês de fevereiro, um Ford Fiesta branco, ocorrido na noite do dia 15 de novembro, na Rodovia Emanuel Pinheiro, além de um Ford KA, um Citroen C3 Aircross, um Honda City, um HB20.

Após denúncia anônima sobre o paradeiro do procurado, os investigadores da DERRFVA se deslocaram até uma residência no bairro Três Poderes, onde Davi Dias foi surpreendido. Mesmo tentado se esconder no interior do imóvel, ele acabou sendo detido.

Em entrevista, o suspeito confessou a participação em diversos roubos e na tentativa de homicídio contra a equipe da Polícia Civil, ocorrida na semana passada no bairro Três Poderes, ocasião que atirou contra os policiais e conseguiu escapar do cerco policial.

Diante dos fatos, Davi Dias foi conduzido para DERRFVA onde foi interrogado, dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva em aberto, autuado em flagrante por associação criminosa e, posteriormente, colocado à disposição da Justiça.

FONTE: Assessoria-PJC

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE