PUBLICIDADE

Pérolas Online - Página 153

CAMINHO INVERSO

Chega empresário capenga financeiramente e sai político gordo e rico

Falando em jornada política e ambição, não tem como não comentar que Mauro Mendes fez exatamente o contrário de outros empresários que enveredaram para a vida pública eletiva. Normalmente, chega o empresário capenga financeiramente e sai aquele político gordo e rico. Como foi o caso de Maggi... Fontes desta colunista que participaram da contabilidade da Amaggi comentam que quando eleito em 2002, a empresa possuía débitos da ordem de 280 milhões de dólares e ia vivendo rolando de safra em safra. Hoje, o próprio Maggi arrota seus R$ 5 bilhões anuais de faturamento. Já Mendes entrou próspero e, se bobear, sai empobrecido. Isso dito por bocas também próximas a ele, que temem pelos seus ímpetos e pela atenção que hoje não pode mais dedicar aos seus negócios. 

RACHA

Repentina saída de Jayme mostra fragilidade entre Taques e Mendes

A repentina decisão de Jayme Campos de abandonar a disputa ao Senado ao lado de Pedro Taques, seguida da carta aberta na qual expõe suas razões (oficiais), só vem confirmar a visível fragilidade na relação política e partidária entre Pedro Taques e Mauro Mendes. Iniciaram juntos a labuta rumo à conquista do poder, na qual Pedro foi vencedor, Mauro perdedor – na disputa contra Silval ao governo – para então se reencontrarem nesta sinuca de bico, em que Taques quer o Governo e Mauro cumpre seu mandato à frente do Alencastro com os dois olhos voltados ao Paiaguás, seu alvo original. Feridas expostas, é esperar pra ver a conduta de Mendes neste pleito, em que moralmente deveria apoiar seu companheiro de corpo, alma e coração. Tem que se despir do ego e da ambição.  

Em cima do muro, o senador não cumpriu com o dever partidário que o obriga a subir no palanque do PR
DESENCANTA!

Em cima do muro, o senador não cumpriu com o dever partidário que o obriga a subir no palanque do PR

Blairo Maggi está em débito com a política e os políticos mato-grossenses. Em cima do muro, o senador não cumpriu com o dever partidário que o obriga a subir no palanque do PR, tampouco com o de amigo, parceiro ou coisa que o valha, que o levaria a bancar um rompimento partidário e declarar seu compromisso pessoal e ideológico. Parece que Maggi está com medo e por isso se omite. Triste fim para o candidato a estadista que um dia foi cogitado a se tornar até presidente da República...    

ENQUANTO ISTO...

O governador parece não se preocupar com o “legado da Copa”

O governador parece não se preocupar com o “legado da Copa”. Tanto que se propôs a aparecer numa selfie feita por sua esposa Roseli na final da Copa do Mundo e compartilhada nas redes sociais. Claro que o primeiro-casal também se propôs a ficar exposto às críticas que vieram em forma de comentários e compartilhamentos pejorativos na sequência. Fazer o quê?  

- 1 comentario

A CULPA É DE SILVAL!

Importante dizer que se falta estrutura é por incompetência de Silval Barbosa mais uma vez

Importante dizer que se falta estrutura é por incompetência de Silval Barbosa mais uma vez. Foi o Governo do Estado que geriu todo o recurso destinado à obra de ampliação do Aeroporto Marechal Rondon. Claro que pra ele pouco importa, pois se precisar ir pra Bolívia fretará um jato particular com dinheiro público. Uma vergonha!

- 1 comentario

POR QUE A PORTARIA CAIU?

Os bolivianos estão com o “pires na mão” e agasalhando o prejuízo que ultrapassa meio milhão

Os bolivianos estão com o “pires na mão” e agasalhando o prejuízo que ultrapassa meio milhão de reais em função do atraso das obras do aeroporto. Esta é a alegação da Comissão da Receita Federal pra tirar o time de campo em função da falta de estrutura adequada, ou seja, a portaria foi constituída apenas para atender à exigência da Fifa durante os jogos da Copa. Resta saber como fica a empresa aérea, que tem inclusive autorização para operar os referidos voos emitida pela Anac.

- 1 comentario

A CULPA É DAS ESTRELAS...

“Legados da Copa” a verdadeira sacanagem feita com os empresários bolivianos da AmasZonas Linhas Aéreas,

Da série “Legados da Copa” temos a verdadeira sacanagem feita com os empresários bolivianos da AmasZonas Linhas Aéreas, que vieram pra valer e implantaram três voos regulares para Santa Cruz, na Bolívia, partindo do então Aeroporto Internacional Marechal Rondon. Ocorre que, dez voos depois e muito investimento por parte da empresa boliviana, a portaria que denominava como internacional o nosso aeroporto caiu no último dia 3. Com promessa de retorno no último dia 8, o que até o momento não aconteceu.  

- 1 comentario

PERSEGUIÇÃO NO PAIAGUÁS

O pleito começou e a retaliação veio junto

O pleito começou e com ele a sujeira que acontece nos bastidores eleitorais. Já tem funcionário público sendo retaliado por militar por candidato contrário ao do governo. Isto é praxe. Praxe vexaminoso, e por que não dizer, criminoso que sempre aconteceu numa compra de votos e de apoio velada.   

- 1 comentario