PUBLICIDADE
Desceu quadrado

Maggi e a denúncia apresentada por Dodge

04/05/2018 08h47 | Atualizada em 04/05/2018 08h57 2 comentarios

Maggi e a denúncia apresentada por Dodge

Antonio Araujo/MAPA

O senador licenciado e ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) não gostou nenhum pouquinho da denúncia apresentada pela procuradora-geral da República Raquel Dodge envolvendo o nome dele ao Supremo Tribunal Federal por suposta participação numa tramoia de compra e venda de vaga de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado (TCE) por um nada módico preço de R$ 12 milhões. Feito aquele comercial de cerveja, os mais próximos do senador disseram que ele engoliu a história de um jeito quadrado, e o próprio também não fez questão de esconder a azia na nota divulgada à imprensa sobre o caso. Para ele, nada além de notícia velha, pois tanto ele quanto a denúncia já foram objeto de investigação em 2014. Pelas mãos do ministro Dias Toffoli, há dois anos, e arquivado por falta de provas.

Passarinhos do judiciário comentaram que a indignação de Blairo também tem a ver com o fato de agora o inquérito, que inclui também o ex-deputado estadual Sérgio Ricardo (sem partido), que seria o beneficiado com a tal compra da vaga, foi que agora ele caiu nas mãos do ministro Luiz Fux, juiz penal de origem e conhecido linha dura com crimes, apesar de também ser visto como julgador técnico e bastante capaz em suas sentenças. “Desta vez, este mesmo caso é objeto de novo inquérito que tem o ministro Luiz Fux como relator, porém sem novos argumentos ou provas”, disse trecho da nota divulgada pela assessoria do ex-governador e atual ministro.

2 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. Deus tarda mais não falha. Graci Ourives de Miranda

  2. So is it necessary to clear clipboard in windows to remove copy data from the windows 10 and you can add in clipboard.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE