PUBLICIDADE

Pérolas Online - Página 125

Tem entidade classista que dia destes viveu uma celeuma interna
MUITA COVARDIA

Tem entidade classista que dia destes viveu uma celeuma interna

Tem entidade classista que dia destes viveu uma celeuma interna quando membros questionaram a escolha de figuras públicas envolvidas em escândalos para integrar ações beneficentes da entidade. Reunião vai, reunião vem, a alta cúpula resolve que mesmo que envolta em mar de lama eles preferem manter-se ligados com as tais figuras, na ânsia de conseguir benesses para a classe ou ainda para si próprios através dessas relações. O pior é ver essas pessoas com discursos hipócritas e moralistas.   Veja mais Pérolas versão digital...

Empreiteiras das obras da Copa estão locando maquinários
FALANDO EM COPA...

Empreiteiras das obras da Copa estão locando maquinários

Fontes quentíssimas desta colunista confidenciaram que a maior parte das grandes empreiteiras contratadas para as obras de mobilidade urbana não está utilizando todas as máquinas próprias. Alguém solicitou que as mesmas locassem maquinários (diga-se de passagem, em estado duvidoso) de uma empresa de Goiânia, que segundo disseram é preposta de um figurão que recebe os dividendos das locações no final do mês. É muito malandro junto...   Veja mais Pérolas versão digital...

Silval não sabe falar nem 'The book is on the table'
FIM DA PICADA...

Silval não sabe falar nem 'The book is on the table'

Não bastasse a buraqueira em que se encontram ruas principais e, pior, as vicinais, os taxistas que sofrem com a manutenção em seus veículos estão sendo obrigados pela Secopa a fazer um curso de inglês e espanhol todas as noites para atender os turistas durante o Mundial. Quem não cumprir com a exigência de Maurício Magalhães não terá sua licença renovada ano que vem. Um taxista, revoltado, perguntou a esta colunista se Silval saberia articular uma frase mais profunda que “The book is on the table” para conversar com as autoridades estrangeiras que virão a Cuiabá... Querem inventar demais... Em Nova Iorque nenhum taxista fez curso de português pra receber os brasileiros, que estão entre os turistas que mais gastam no país.      Veja mais Pérolas versão digital...  

A primeira-dama Roseli Barbosa continua errando os passos, com sua péssima assessoria.
TROPEÇOS DA PRIMEIRA-DAMA

A primeira-dama Roseli Barbosa continua errando os passos, com sua péssima assessoria.

A primeira-dama Roseli Barbosa continua errando os passos, com sua péssima assessoria, e deu um giro no interior para entregar uma dúzia de carros populares, um aqui, dois ali, só que para o feito mobilizou nada menos que dois aviões turboélices e um super staff que fizeram com que estes Fiat Unos custassem preço de Ferraris. Melhor seria chamar os prefeitos aqui e fazer um lindo ato de entrega. Fica a dica, Roseli...    Veja mais Pérolas versão digital...

O fato ocorreu em Juruena durante lançamento de obra.
SILVAL VAIADO NO NORTÃO

O fato ocorreu em Juruena durante lançamento de obra.

O governador Silval Barbosa tomou uma vaia daquelas em Juruena, região norte de Mato Grosso, quando foi lançar a obra de asfaltamento do trecho Juruena-Cotriguaçu. Os autores da vaia foram os professores, que até o momento não conseguiram avançar nas negociações salariais com o Estado. O constrangimento foi geral. Imaginem!   Veja mais Pérolas na versão digital...

Termo aditivo mostra que custo de obra no Xingu dobrou. Erro de 50%?
ADITIVO DE R$ 8 MILHÕES

Termo aditivo mostra que custo de obra no Xingu dobrou. Erro de 50%?

A Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação (Setpu) publicou na edição do Diário Oficial disponibiliza hoje (02/09) na internet o Extrato do Termo Aditivo nº 203/93/01/03 que tem como objeto a pavimentação da Rodovia MT 322, em São José do Xingu, com extensão de  83,5 km. Inicialmente a obra foi orçada em R$ 16.308.793,63 e agora, com o termo aditivo de R$ 8.101.077,73 a obra passa a custar o dobro: R$ 24.409.871,36. Seria um “errinho básico” no cálculo do valor do serviço? A obra está sendo executada pela Elma Engenharia Construções e Comércio Ltda. Abra o olho Tribunal de Contas!  

O que vocês acham de um membro do Legislativo mandar o pedido de propina por escrito?
PROPINA OU OFÍCIO

O que vocês acham de um membro do Legislativo mandar o pedido de propina por escrito?

PROPINA POR OFÍCIO?   O que vocês acham de um membro do Legislativo mandar o pedido de propina por escrito ao membro do Executivo como quem manda um documento oficial? Pouco provável se considerar um Q.I. mínimo do parlamentar? Ledo engano... Fontes quentíssimas confirmam o fato recente, que no momento oportuno será escancarado para quem quiser ver. O “ofício” será apresentado publicamente e o malandro que nem bem debutou na política, desmascarado.   

JÁ VAI? GRAÇAS A DEUS

Ságuas Moraes parece que finalmente vai deixar a Seduc.

JÁ VAI? GRAÇAS AOS CÉUS!!!   O petista Ságuas Moraes parece que finalmente vai nos honrar com sua ausência na pasta da Educação, onde vem conduzindo mal e porcamente com o devido respaldo do governador Silval Barbosa, que não dá a mínima atenção ao setor. O secretário deve embarcar em breve para Brasília a fim de substituir o deputado federal Homero Pereira, que sai provavelmente em definitivo para tratamento de saúde. Será mesmo que o “primeiro casal” deixará a Secretaria de Educação nas mãos de Rosa Neide? É esperar pra ver...        

FALTA ATÉ PAPEL HIGIÊNICO

Servidores estaduais tem que levar de casa.

FALTA ATÉ PAPEL HIGIÊNICO...   O problema não é só no Adauto Botelho. Fontes desta colunista relatam que no Centro de Reabilitação, por exemplo, funcionários levam seus copos de casa para beber água e com frequência precisam levar até papel higiênico pra se garantir. “Nunca passamos por uma gestão tão displicente como esta”, desabafou um servidor.     

CAOS É ELOGIO

Não há nem copinho descartável no Adauto Botelho.

CAOS É ELOGIO!   A situação dos pacientes do Adauto Botelho realmente está periclitante. Fontes do local confidenciaram que não existe sequer copinho plástico para a água necessária ao ministrar os medicamentos. Dia desses os funcionários conseguiram uma única unidade que foi compartilhada entre todos, despejando a água na boca de cada um à distância para que não houvesse contato com as bocas. Deprimente é pouco...