PUBLICIDADE
TRANSPORTE PÚBLICO

Emanuel promete estações de ônibus modernas, mas falta qualidade na frota

05/01/2018 11h20 | Atualizada em 05/01/2018 14h43

A menina dos olhos do Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro será entregue à população nesta sexta-feira, a Estação Alencastro. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, a construção da nova superestação de ônibus teve foco o desenvolvimento sustentável da Capital e o conforto, a segurança e a qualidade de vida da população cuiabana.

A Estação Alencastro, será a primeiro ponto de ônibus do estado e um dos poucos do Brasil movido à energia solar. A estação, movida por um temporizador de 150 placas de energia solar, também tem uma estrutura toda climatizada e conta com 76 assentos e capacidade para abrigar aproximadamente 800 pessoas em circulação.

Durante o lançamento do plano de recapeamento do Centro Histórico da Capital, nesta sexta-feira (5/1), o prefeito prometeu expandir o projeto para outras regiões da Capital e construir novas estações nas avenidas do CPA e Fernando Correa, e também na praça Bispo. 

É uma pena que a mesma dedicação não esteja voltada para o transporte público da cidade, que teve sua tarifa recém-ajustada e é considerado um dos mais ineficientes e caros do país.  Em um calor de 40 graus, o cuiabano vai ter que resignar-se a sair das modernas estações e entrar em ônibus velhos, sem elevador para entrada de deficientes e, a grande maioria, ainda sem refrigeração.

Agora é aguardar que a ação do Tribunal de Contas do Estado contra as ações das concessionárias responsáveis pelo transporte surta algum efeito para melhoria do serviço. 

 

 

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE