PUBLICIDADE
NASCIDO EM CUIABÁ

Economista de renome, Roberto Campos completaria 100 anos

Da Redação

Equipe

17/04/2017 15h24 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Foto Marco Antonio Teixeira/ O Globo (1994)

Controverso e considerado um pregador incansável do liberalismo econômico no Brasil, o mato-grossense Roberto Campos completaria 100 anos nesta segunda-feira (17). Campos participou de momentos importantes na história do País, como a criação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e da criação do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), nos tempos de ditadura militar.

Roberto Campos nasceu em Cuiabá no dia 17 de abril de 1917 e morreu aos 84 anos, no dia 9 de outubro de 2001. Ele foi economista, senador, um dos primeiros diplomatas concursados do Itamaraty, além de ocupar posto de ministro do Planejamento durante a ditadura militar.

Por ocasião do centenário, serão lançados dois livros de sua autoria. “O Homem que Pensou o Brasil”, que é organizado pelo diplomata Paulo Roberto Almeida e “Lanterna na Proa”, organizado pelo presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE), Paulo Rabello Castro e pelo jurista e presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra da Silva Martins. 

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE