Domingo, 26 de Fevereiro de 2017
HOMENAGEM PÓSTUMA

Jejé de Oya se torna oficialmente patrono do colunismo social

Jejé de Oya se torna oficialmente patrono do colunismo social
 

A Assembleia Legislativa aprovou e o Governo de Mato Grosso sancionou o Projeto de Lei que nomeia Jejé de Oya o Patrono do Colunismo Social em Mato Grosso. O projeto é de autoria do presidente do Legislativo, deputado Guilherme Mauf (PSDB), e é uma homenagem ao colunista José Jacinto Siqueira de Arruda, falecido no início de 2016, ícone do carnaval cuiabano e do colunismo social. Jejé foi homenageado na edição 568 do impresso Circuito Mato Grosso.

Nos tempos áureos em que o clube feminino de Cuiabá sediava os concursos de miss e os mais memoráveis bailes de carnaval da capital- onde os negros não podiam entrar como convidados- Jejé figurava como exceção à regra por ser protegido da família Cuiabano, ainda que sua presença desagradasse algumas damas da sociedade, como era o caso de Glorinha Freire, então presidente do Clube.

No colunismo social, usou primeiro o cognome “Dino Danuza”, em homenagem a Danuza Leão. Depois, quando enjoou desse pseudônimo, adotou assinar J. Jacintho. Nos últimos trinta e seis anos, passou por diversos jornais, como o Estado de Mato Grosso, Social Democrata, A Cruz , Diário da Serra e, por último o Correio Várzea-Grandense, registrando a história da sociedade cuiabana.Ser um colunável de Jejé era objeto de desejo entre as damas da capital, principalmente quando ele divulgava anualmente a lista das mais elegantes da cidade, além dos mais elegantes também.

COMENTAR