PUBLICIDADE
EFEITO COVID-10

Justiça Eleitoral cria Plantão Psicológico para servidores e magistrados

O serviço disponível aos servidores e magistrados que estão com dificuldades para enfrentar o momento atual de isolamento

27/03/2020 13h24 | Atualizada em 27/03/2020 14h32

Justiça Eleitoral cria Plantão Psicológico para servidores e magistrados

Reprodução/Internet

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) tem atuado na prevenção e combate ao Covid-19. O expediente presencial foi suspenso até o dia 30 de abril, porém, os servidores continuam laborando sob o regime de teletrabalho, inclusive com o mesmo expediente, das 07h30 às 13h30. Diante do cenário de incertezas, rápidas mudanças e consequente fase de adaptação, a Secretaria de Gestão de Pessoas iniciou o Plantão Psicológico, ofertado pela psicóloga do Tribunal, Viviane Zaitum. Ela fará o acolhimento e a orientação necessária a todos os servidores que necessitarem de algum auxílio.



“Este é um serviço disponível aos servidores e magistrados que estão com dificuldades para enfrentar o momento atual de isolamento decorrente do coronavírus. Podem acontecer dificuldades na adaptação ao teletrabalho. Queremos prestar todo o auxílio necessário aos nossos colaboradores que observarem a existência e/ou o agravamento de sintomas psíquicos como episódios de tristeza persistente, crises de ansiedade, choro compulsivo, conflitos de relacionamento familiares, emoções que estão os impedindo de prosseguir diante das mudanças vivenciadas”, pontuou a psicóloga.

Ela ressalta que as pessoas devem observar o próximo, familiares, o que estão falando, com que frequência, o comportamento. “Os sintomas são visíveis quando se mantém a atenção em seu colega de trabalho, em seu familiar, até mesmo pelo WhatsApp. Neste momento o apoio é um importante fator de proteção a saúde emocional de seu próximo”.

Para o secretário de Gestão de Pessoas, Valmir Nascimento Milomem Santos, o acompanhamento psicológico é necessário “em razão da mudança repentina das rotinas de trabalho e na vida dos servidores. Além da preocupação com o contágio do coronavírus, que assola o mundo todo, servidores e magistrados precisaram se adequar de um dia para o outro ao trabalho remoto, conciliando questões particulares e demandas profissionais. O propósito é fazer o acompanhamento psicológico e fornecer orientações àqueles que estão encontrando dificuldades de adaptação nesse momento crítico, para preservar a saúde mental dos nossos colaboradores. Além disso, temos recomendado o cuidado mútuo entre os colegas de trabalho, e às chefias recomendamos o acompanhamento das equipes, a fim de avaliar individualmente a adaptação, horário de trabalho e eventual sobrecarga de serviço”.



O Plantão Psicológico está sendo realizado em conformidade com a Resolução Conselho Federal de Psicologia nº 11/2018.

.

FONTE: Assessoria



Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE