PUBLICIDADE
DAMÁSIO EDUCACIONAL

As redes sociais e o mercado de trabalho

15/04/2019 08h31 | Atualizada em 15/04/2019 08h33

As redes sociais e o mercado de trabalho

Divulgação

Por parecer algo simples e sem pretensão, normalmente as pessoas não param para pensar em como se apresentam nas redes sociais. Porém muitas empresas usam as informações como critério de análise durante os processos de seleção. Através do perfil do candidato, podem ser percebidos comportamentos que acabam comprometendo sua inserção no mercado de trabalho.

Por tudo isso, é sempre bom estar atento e tomar alguns cuidados, pois, por mais que todos tenham uma vida social, enquanto seres sociais, estamos envoltos em um mundo globalizado, no qual as relações de trabalho permeiam as pessoais, e comportamentos e atitudes fora do ambiente de trabalho, acabam por se refletir no posicionamento dentro das organizações.

A maior parte das pessoas permanece conectada diariamente durante longos períodos, fazendo com que o uso das redes sociais se torne cada vez mais rotineiro e pessoal. Mas é importante que haja um policiamento das atitudes, porque há uma linha tênue que define comportamentos positivos e negativos, onde muitas vezes os usuários não percebem que têm ostentado uma imagem mais negativa do que positiva e consequentemente acabando com quaisquer oportunidades por falta de equilíbrio.

Como viver em sociedade é seguir regras e normas, há certos padrões de comportamentos que acabam se tornando estereotipados e fazem as empresas refletir sobre o profissional que querem para atuar em uma equipe.

Conforme Adriana Rizzieri, gestora do Damásio Educacional - Unidade Cuiabá, é preciso cuidar da imagem que se está construindo. "Isso vale principalmente para os profissionais que estão iniciando suas carreiras ou mesmo tentando recolocação no mercado de trabalho", destaca. Esse é o momento de consolidar o networking.

Para saber se as postagens são convenientes para sua imagem, o profissional precisa refletir sobre o que quer passar para as pessoas e sobre os objetivos de carreira. É bom ter em mente que as atitudes podem trazer consequências tanto positivas quanto negativas; administre bem suas emoções. O autoconhecimento é passo fundamental nesse processo –  abrindo caminhos para estabelecer boas conexões por meio das redes sociais, principalmente o LinkedIn, que será um grande facilitador para potencializar o networking e se fazer presente todo tempo. Pode ser por intermédio dele que aquela oportunidade de estágio, trabalho ou até uma recolocação no mercado de trabalho pode surgir.

Como sugestão do que postar estão os artigos que já escreveu, livros relacionados á área de formação ou de interesse, comentar participações em eventos palestras ou congressos. E para descontrair, compartilhar algum momento que tenha sido um marco na sua vida, alguns conteúdos com humor inteligente, entre outros.

Adaptado do Notícias EAD Wyden

.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE