PUBLICIDADE
EXPLICAÇÕES AO JUIZ

Arcanjo terá que justificar nome em lista do jogo do bicho

Leonardo Pitaluga marcou audiência para o dia 2 de agosto. Magistrado também pediu que GCCO apure o caso

Allan Pereira

Jornalista

19/07/2018 16h45 | Atualizada em 19/07/2018 17h49 1 comentario

No dia 2 de agosto, João Arcanjo Ribeiro terá que se dirigir ao Fórum de Cuiabá e explicar ao juiz Leonardo Pitaluga - porquê seu nome e de sua esposa aparecem em uma lista encontrada pela polícia em uma apreensão de quase 50 máquinas utilizadas para registrar apostas do jogo do bicho em Cuiabá e que resultou na prisão de quatro pessoas?

Caso Arcanjo não consiga convencer o juiz, ele poderá ser preso. Ele terá que provar nesta ocasião que não voltou a praticar crimes e continua cumprindo as determinações da Justiça para as medidas cautelares. A audiência de justificiação foi marcada para as 14h30m.

Como há a possibilidade de práticas de novos crimes, o juiz ainda determinou que a GCCO apure o caso. "Ainda, em razão de as notícias trazidas nos autos tratarem-se de crimes, em tese, extraia-se cópias das aludidas petições e documentos que as acompanharam, enviando-as, mediante ofício, ao GCCO, para apuração", apontou.

Arcanjo cumpre regime semi-aberto com o uso da tornozeleira eletrônica desde o final de fevereiro deste ano. Ele pode circular pela cidade pela manhã, mas ele deve se recolher em sua residência entre as 20h e 6h. O ex-bicheiro foi preso por ser o mandante do asssassinato Domingos Sávio Brandão, dono do jornal Folha do Estado.

A lista foi encontrada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) no dia 10 de julho, após realizar a prisão de quatro indivíduos no jogo do bicho. Além da detenção, os policiais apreenderam 48 máquinas usadas nas apostas e diversos aparelhos de cartões de crédito.  De acordo com a GCCO, o que chamou a atenção no material apreendido foi a citação dos nomes de João Arcanjo Ribeiro Filho e de sua ex-esposa, Silvia Chirata Arcanjo Ribeiro.

Os policiais chegaram até ao local após uma denúncia anônima que apontava uma central que realizava a clonagem de cartões de crédito.

Leia mais

1 COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

  1. If Arcanjo can not convince the judge, he can be arrested. a sad news. duck life

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE