PUBLICIDADE
13 DE JUNHO DE 2016

Juíza nega revogação de prisão a membro do CVC que participou de ataques a ônibus

Do interior da Penitenciária Central, detentos comandaram ataques que deixaram população em pânico

Sandra Carvalho

Acesse o Blog

13/09/2017 12h00 | Atualizada em 13/09/2017 12h39

Juíza nega revogação de prisão a membro do CVC que participou de ataques a ônibus

Sandra Carvalho / CMT

A juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Contra o Crime Organizado indeferiu requerimento de revogação da prisão preventiva de André Matheus Silva Souza, um dos homens acusados de pertencer ao Comando Vermelho e ordenar ataques a ônibus do transporte coletivo na região metropolita de Cuiabá no dia 13 de junho de 2016. Na ocasião, três veículos foram incendiados.

“Indefiro o requerimento de revogação da prisão preventiva e aplicação de medidas cautelares formulado em favor do acusado”, escreve a magistrada em sua decisão publicada no Diário de Justiça Eletrônico (DJE) desta quarta-feira (13).

Os suspeitos foram denunciados pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

Interceptações telefônicas anexadas na denúncia demonstram que, além de repassar as determinações para os ataques ao transporte coletivo, as conversas instigaram a execução de policiais na grande Cuiabá. 

A reação dos presidiários, que começou com motim no final da tarde do dia 13 de junho do ano passado na PCE, teria sido motivada pela suspensão das visitas dos familiares por conta da greve dos servidores públicos pelo pagamento do RGA.

A greve havia sido considerada ilegal pelo desembargador Alberto Ferreira de Souza no dia 3 de junho.

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE