PUBLICIDADE
SÃO PAULO

Bombeiros encontram restos mortais nos escombros de prédio que desabou

Inicialmente, não se sabia se os restos de ossos eram de humanos.

11/05/2018 15h34 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

Bombeiros encontram restos mortais nos escombros de prédio que desabou

Reprodução

A equipe do Corpo de Bombeiros localizou na tarde desta sexta-feira (11) novos restos mortais nos escombros do edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou após um incêndio no Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo.

O capitão Marcos Palumbo, porta-voz da corporação, disse que os bombeiros sentiram forte cheiro em um trecho por volta das 12 horas e acionaram a cadela farejadora Hope, que tem auxiliado nas buscas.

Teve início uma escavação manual, e às 14 horas técnicos do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Científica chegaram ao local.

Até a publicação desta reportagem, não se sabia ainda se os restos de ossos eram de humanos.

Buscas
O primeiro corpo foi localizado pela cadela Vasty na última sexta-feira (4) e identificado como Ricardo Pinheiro, que quase foi resgatado e acabou caindo no momento em que o prédio desabava.

Na terça-feira (8), os bombeiros localizaram o segundo corpo. Enquanto o primeiro havia sido achado nos fundos do prédio, o segundo estava na área central do terreno. Bombeiros acreditavam trabalhar no pavimento que correspondia ao sétimo andar, onde viviam os gêmeos Welder e Wender, de 10 anos, filhos de Selma, também considerada desaparecida.

Naquele mesmo dia, mais tarde, os bombeiros localizaram outros restos mortais, mas não souberam precisar se eram do mesmo cadáver ou de outra vítima. À noite, o Instituto Médico-Legal (IML) identificou que os fragmentos de ossos encontrados naquela tarde eram de um adulto do sexo masculino e foi informado que o material genético da vítima seria confrontado com DNA de parentes de desaparecidos.

Na quarta-feira (9), novos restos mortais foram localizados em meio aos escombros - ossos da pélvis e vértebras com auxílio cadela farejadora Vasty. O material foi encontrado em um terceiro local, o subsolo, diferente de onde estavam os de restos Ricardo Pinheiro e os restos mortais encontrados nesta terça-feira.

Horas depois, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que os restos mortais eram de três pessoas diferentes, sendo um adulto e duas crianças. Também naquele dia, a polícia informou que Artur Hector de Paula, de 45 anos, tido como desaparecido, foi encontrado foi encontrado vivo em outra cidade.

Desaparecidos
Os bombeiros buscam seis corpos de pessoas desaparecidas nos escombros:

Francisco Dantas, de 56 anos;
Selma Almeida da Silva, 40;
Werner, 10, filho de Selma;
Wendel, 10, filho de Selma;
Eva Barbosa Lima, 42;
Walmir Sousa Santos, 47;

FONTE: G1

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE