PUBLICIDADE

Jogador de MT enfrenta melhor do mundo no xadrez

.autor { font-size: 12px; border: 1px solid #D1D1D1; border-radius: 5px; padding: 3px; width: 190px; background-color: #ECECEC; }   Sandra Carvalho - Da Redação   O professor Cleiton Marino Santana, diretor técnico do Projeto de Xadrez Como Ferramenta de Inclusão Social, desenvolvido na Escola Municipal Jardim das Palmeiras, em Campo Novo do Parecis, região Médio-Norte de Mato Grosso, foi selecionado para enfrentar Magnus Carlsen, que hoje é o melhor jogador de xadrez do mundo, no XIII Torneio Aberto Internacional de Xadrez Festa da Uva, que acontecerá nos dias 6 a 9 do próximo mês, em Caxias do Sul, RS.

21/02/2014 20h26 | Atualizada em 30/11/-0001 00h00

 
Na oportunidade, a organização do evento vai promover uma simultânea de xadrez em que Magnus Carlsen jogará ao mesmo tempo como 35 jogadores do Brasil. O melhor jogador do mundo hoje tem 24 anos e é considerado um super-humano, pois está atingindo uma das maiores pontuações de Rating na categoria, alcançando a marca de 2.872. O professor de Mato Grosso diz que "jogar como um jogador desse nível é sensacional, sendo que poucas pessoas no Brasil tiveram essa oportunidade".
 
O projeto já serve de referência para outros estados brasileiros. Em janeiro deste ano inclusive recebeu pela quarta vez um coordenador de Xadrez do Estado do Paraná, para visitar e entender a metodologia de sucesso utilizada pelo professor. Este ano foi a vez do professor Everaldo Pereira da cidade de Curitiba, que atualmente é vice-presidente do Clube de Xadrez de São José dos Pinhais.
 
Everaldo desenvolve um Projeto de Xadrez na Casa de Custódia de São José dos Pinhais (CCJP), e que ajuda os presos no processo de reabilitação e visa desenvolver essa prática em todas as penitenciárias do Estado do Paraná.
 
Na cidade de Campo Novo do Parecis, o professor Everaldo fez uma análise do sistema e da metodologia aplicada pelo professor Cleiton Marino Santana e, na oportunidade, realizou um treinamento e também uma simultânea com os alunos. Professor Everaldo disse ter ficado admirado com a estrutura da sala de xadrez e com o nível dos alunos e declarou: “Em breve muitos desses alunos estarão entre os destaques nacionais”.
 
Em Campo Novo do Parecis os professores estabeleceram alguns propostas de intercâmbio para o Clube de Xadrez em São José dos Pinhais e uma possível implantação da metodologia aplicada do projeto nas penitenciárias do Paraná.
 
A metodologia aplicada na Sala de Xadrez em Campo Novo também é referência internacional. O processo de ensino já foi destaque no V Convención Internacional de Actividad Física Y Deportes em Cuba no ano de 2013 e neste ano será levada para Angola, na África.
 
 
 

Comente, sua opinião é Importante!

PUBLICIDADE